domingo, 5 de outubro de 2008

Diário de Bordo de um Mago sem ordem

Estava eu, no meu quarto dia chuvoso curtindo uma ressaca de vinho barato quando me batem a porta.

Porra, algum otário veio me encher o saco.. Pensei

Pedi pra minha cobra ver de quem se tratava usando seu aguçado sentido olfativo e a inútil me vem com uma tosca resposta...

Só sinto cheiro de água!

E desde qdo agua tem cheiro KCT!

A contragosto fui abrir a porta. N tinha ninguem...

Alguem tava me fazendo de otário...
Fazer o quê? Nessa bosta de continente só tem gente du mal. vivemos em uma plena e sólida Hextorcracia... e como dizem.. o povo tem os governantes que merecem...

Mais podia ser pior... Imagine se fosse terra de Olidammara...(é assim que se escreve?)
Pois então... Olhei pra o chão e vi um bilhete.

Fechei a porta e li o q tinha escrito.
Uma mensagem bastante vaga...

Se quer informações sobre a morte do seu mestre vá até o beco do veneno no bairro do gato escaldado... Casa nº 666

Não sei o que me deu quando eu resolvi ir até aquele fim de mundo. De qualquer forma eu sabia que tinha que ir pronto pra tudo.. daê resolvi passar um poquinho do meu melhor veneno nas minhas armas. Vai ver que eu dava de cara com um clerigo obsecado e esquizofrênico de Hextor e ia ser legal ver a escória agonizar.

Me arrumei e fui...
Uma puta chuva caindo.. proporcional a ressaca do mestre (ops^^)

Chegando no tal beco do veneno...
Não tinha um pé de gente na rua.
Fui logo entrando na casa.. vi que tinham arrombado a porta (de vacilão.. eu resolvi entrar)

Dentro da sala, tinha um circulo arcano fodástico... e eu obsecado por conhecimento dei uma de otário de novo e fui ler o que estava escrito.
Uma magia de alto nivel... efeitos de conjuração e evocação.
provavelmente portal e outro efeito que eu não consegui identificar eu ia precisar de algum tempo... mas logo vi que eu teria que me preocupar com outra coisa.
Um Halfling du mal começou a jogar umas porcarias lá de cima pra dentro do circulo... e uma magia saida de dentro me atordoou.
Ainda tentei f*der a alma dele, conjurando leque cromático(minha preferida) mas o bixo tinha mais de 5 dv (o.o) só foi o suficiente pra dar uma queda nele...
então eu apaguei.
Quando eu acordo, estou preso numa sala escura.

Merda! sabia que alguem ia me sacanear... era melhor ter ficado em casa coçando o s... Dexia pra lá. Agora não adianta mais mesmo. Pensei enquanto procurava meu familiar.

Consegui encontra-la e chegamos juntos à porta.

Eu estava preso, e não sabia aonde nem por quem.

Ótimo! Não podia ser melhor.

Quando eu estava pretes a xingar todo o panteão de Amestris, Eis que ouço um barulho do lado de fora.

Pra garantir que ia ser bem tratado por que estivesse do lado de fora, mudo minha aparencia para parecer um nobre qualquer. Só então resolvi pedir ajuda pensando que algum ser inteligente poderia me socorrer.
No entanto, para meu espanto, alguma coisa com mais de dois metros e inteligencia 6 (o.o) estoura a porta em vez de simplesmente remover o trinco.

Um grupo estranho...
4 Npcs covardes, 1 NPC(Ninguem pode comigo?) Russo du mal, Um gnomo desacordado e um Pedaço de pedra com braços e um martelo.

Não sei por quê, todo mundo ficou desconfiado de mim...
Qual o problema de um nobre preso numa Dungeon?
Só porquê eu tinha um conhecimento arcano maior que o Gnomo?(eheheh)
Ou por quê eu não era da ordem dos baixos arcanos?
Eis aqui um ponto a se explorar antes da continuaçao deste relato de campanha...

2 comentários:

Meu Nome É Tonho disse...

Hauhauhauhuahauhuahuahauhuahuahuahauhua...

Fica feliz que o halfling não te matou!

E teu leque cromático fez um estraaago depois!

Diogo Gaucho disse...

KKKk ei mais a pedra tem inteligencia 10! só não confia muito em portas trancas numa dungeon cabulosa com alguma coisa gritando do outro lado!

Follow the New World Order

Follow the New World Order
Follow the New World Order