segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Proposta Maluca: D&D Online e Presencial

Pessoas,

Vou fazer uma proposta maluca: Jogar D&D parte presencial, parte online.

Normalmente o grupo perde muito tempo antes de partir pra ação, e acho que a mecânica de roleplay pela internet funciona melhor - cada um tem mais tempo para planejar suas ações e falas com calma. Já as cenas de ação, o bom e velho dungeon crawling, seria feito presencialmente, quando Diogo e Ângelo não pudessem mestrar (Diogo já tem uma campanha rolando e Ângelo já tem uma pronta, então eles tem prioridade).

O quê vocês acham?

Caso aprovem a idéia, preciso recapitular os personagens de vocês. Gostaria que vocês selecionassem o personagem que vocês usaram nas minhas aventuras que mais marcou (no caso de Hugo e Fernanda, só tem um personagem, acho). Completaríamos a história do personagem (incluindo aventuras-solo para fechar histórias pendentes) e nivelariamos por cima.

PS.: As histórias que estou planejando não tem elementos de terror, tem de Planescape (isso significa muito roleplay, combates suicidas e poder-da-crença - certas cenas serão muito mais simples ou complicadas dependendo das crenças pessoais de cada personagem, Planescape tem muito disso).


-----------------------------------------------------------------------------------------------------
EDIT
Fichas:
Boddynock Beren, Gnomo Ranger de Renato
Zadrin Smallbear, Halfling Ladino de Hugo (outro Hugo, não esse que vocês estão pensando)
Ernesto Berzzert, Humano Clérigo de Anderson (o demônio que vende café)
Eglath Elanithino (goliath amestris)
Ailandra Stonechild (ilha maldita)
Gauthak Bodystone Kolagiano (Goliath já evoluido para Barbaro 1/Guerreiro 2)

Fórum da Parte On-Line do Jogo:
Dudes of Legend (Título Provisório)

95 comentários:

Anão Picareta disse...

Eu topo!!!! Porém há algumas perguntas:

1º on-line em tempo real ou não (RRPG ou by forum)?

2º meu personagem mais marcante foi meu Goliath de 9º nivel (da campanha terminou por causa de uma ilusão). Acredito que ele não seja possivel. Então como será?

3º Quando falas "completariamos a história do personagem" tu quer dizer que ao começar tua comapanha presumiremos que os objetivos do personagem foram alcançados?! Sendo assim eles estariam aposentados ou não?

De certa forma esse goliath acredito ser o mais indicado tendo em vista que ele já viajou por planos e acredito que isso lhe dê alguma experiencia).

A justificativa para esse personagem é que eu criei muita coisa p/ ele, entre personalidade e caracteristicas de cenário (não sei se lembras ou se usas, mas criei toda uma sociedade goliath nas montanhas do norte e do sul daquele teu cenário), foi o personagem de D&D que usei por mais tempo e alcançou o maior nivel que já joguei (por evolução), alem de ter sido um personagem marcante por tudo que aconteceu na aventura.

Tu que diz!

Anão Picareta disse...

PS: só para lembrar o Goliath era 9º nivel NEP 10.

Meu Nome É Tonho disse...

1 - Fórum, pois assim os horários não precisam coincidir. Além disso, fórum dá mais tempo para planejar ações e falas.

2 - Pode ser ele sim. Tu tens a ficha? Hoje a noite eu vou digitalizar algumas fichas daquela campanha no site www.myth-weavers.com

3 - Pode ser que os objetivos tenham sido alcançados, pode ser que não, pode ser que os objetivos tenham mudado no meio do caminho. Eu vou fazer roleplay um-a-um para decidir isso.

Meu Nome É Tonho disse...

Ps.: Vou ver se o site www.minmaxboards.com permite jogos em português. A infra-estrutura de rolagem de dados deles é muito boa.

Em último caso eu crio um fórum no Google App Engine só pra esse jogo.

Anão Picareta disse...

Lucas,
Não sei dizer se ainda tenho a ficha, acredito que tenha ficado contigo da ultima vez (tu queria rever a pontuação das pericias e talentos se não me engano).

O Back dele sei que tem aqui no blog, com a ficha inicial dele. Vou dar uma procurada na ficha em casa e no back aqui.

Anão Picareta disse...

Não achei o Back nem a ficha inicial do PC, mas achei o Back do pai e um lance engraçado (quem lembra dessa???):
http://joaobabao.blogspot.com/2008/10/manobra-eu-sou-grosso-sim-e-da.html
KKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!

AAQUTI disse...

Lucas eu não tenho S fichas mais queria jogar com o guerreiro que joguei contigo lol

Meu Nome É Tonho disse...

Tenho de relembrar todas as campanhas\aventuras...

1 - Campanha Amestris, planejando entrar em Planescape no nível 10.

1.1 - Cenário:
O país era Amestris, um governado por uma aliança militar Leal e Neutra. O país estava em estado de guerra total (todas as instituições e indivíduos eram parte do esforço de guerra) em uma disputa por território com o país mais ao norte, Drachma. A guerra total já durava mais de 10 anos.

O país era estritamente humano, seres de outras raças necessitavam de um visto especial para entrar, e clandestinos eram sentenciados a morte. As poucas exceções eram a caravana anual de halflings, gnomos e anões que vinham das Terras Baixas.

O nível de mana era baixo, o nível de tecnologia já caminhando para a revolução industrial, e religião oficial era o Culto de Hextor. Magia e tecnologia de qualquer forma eram controlados pelo governo com linha dura, novamente sob pena de morte.

A Ordem dos Altos Arcanos, um grupo de magos extremamente poderosos em vários continentes (e de acordo com alguns boatos, vários planos), havia entrado em acordo com o governo de Amestris - a Ordem se ocupava de garantir o uso ordeiro de magia e o governo fingia que não via os excessos da ordem.

1.2 - Mapa extremamente pesado, tosco e sem legendas: http://4.bp.blogspot.com/_43jjy-GKwSg/SRwolWeARyI/AAAAAAAAAKY/9Sm393yrYSw/s1600-h/Amestris-Recortado.bmp

As partes brancas do mapa são coisas que não mapeei. No canto superior esquerdo, em um conjunto de hexágonos brancos, fica a capital gigantesca de Amestris.

A capital é um centro cultural e militar gigante, com centros de treinamento, bibliotecas, museus, igrejas, embaixadas, alojamentos de luxo para oficiais, hotéis de viagem para soldados, etc.

Atravessando os muros para fora do centro, existem as cidades satélites, que são grandes favelas onde vivem operários e camponeses. Estes operários e camponeses todos trabalham oficialmente para o governo (tudo que eles produzem é vendido para o governo, e tudo que eles consomem é comprado do governo).

Na capital e cidades periféricas, a maior parte dos indivíduos é alfabetizada em escolas elementares. Fora de lá, a maior parte é analfabeta.

Em uma ilha no extremo leste do mapa ficava um dos pontos-chave da história: A aldeia cujo nome não me recordo. É na parte do mapa onde tem uma estrada por cima da água (uma ponte de 6 km de comprimento).

Era uma ilha com um porto abandonado, e uma pequena aldeia (população 26) de pescadores.

1.3 - Personagens:

1.3.1 - Renato como o Gnomo Ranger. Falecido.

1.3.2 - Amigo de Renato como um Clérigo de Hextor. Saiu depois de duas sessões (ele deve ter odiado conhecer João Babão em uma sessão de 4 horas com apenas uma rolagem de dados). Ficou cego.

1.3.3 - Diogo com um Anão Guerreiro cujos detalhes não lembro... O importante é que ele faleceu.

1.3.4 - Renato como o Gnomo do Olho-Torto, um adivinho que farejava magia. Ele foi adotado por humanos, e visto três gerações da sua família humana envelhecer e morrer antes de chegar à vida adulta! Ele era agente recém-graduado da Ordem dos Altos Arcanos, enviado para investigar uma denúncia de clérigos ilegais em uma vila no leste. O disfarce oficial é que ele estava sendo enviado para atualizar os mapas da
região leste.

1.3.5 - Diogo com o Goliath que buscava seu pai desaparecido nas terras de Amestris.

1.4 - Aventuras:

OK, preciso de ajuda aqui. Não lembro quem estava em qual aventura.

1.4.1 - O troll da ponte. O Gnomo do Olho-Torto, sozinho, encontra um menino pastor. O menino está desesperado, pois um troll cobra pedágio na ponte e espalhou suas ovelhas. Detalhe: Não existem registros de trolls neste continente desde a fundação de Amestris. O gnomo investiga, e descobre que um gnomo ilusionista está vivendo em um buraco embaixo da ponte, e que ele usa uma ilusão de um troll para chantagear os pastores.

1.4.2 - João Babão, Anavaree e o Sonhar.

1.4.3 - Kobolds saqueando as colheitas\um portal para algum outro lugar.

Anão Picareta disse...

Eglath (meu goliath) entrou na aventura logo após o lance da ponte do Troll.

Ele começou na ilha que estava sendo saqueada por kobolds e piratas humanos (cena classica do pirata que foi "preso" na cama pelo goliath).

1º portal:
Viajou para um reino "infernal" se não me engano, onde a cidade tinha locais que ficavam de cabeça para baixo.

2º portal
Viajou para o reino das Fadas (onde praticamente virou um monge tendo que usar os punho p/ lutar). Fez aliança com homens formigas (até renato matar um a sangue frio), e depois fez "amizade" com um dragão ancião ao recuperar seu ovo, o qual o Dragão ficou devendo um favor.

3º portal
de volta ao mundo humano (porem não sei se era Amestris) em uma região muito gelada e desolada, onde encontramos uma carverna e a aventura terminou aí (com o problema da ilusão).

Que me lembre é isso. Espero ter ajudado.

Anão Picareta disse...

E lucas, deixa de coisa, basta dar uma olhada nos posts anteriores do blog:
http://joaobabao.blogspot.com/2008_09_01_archive.html
;)

Meu Nome É Tonho disse...

Cara, tem muita coisa que não tá no blog... Por exemplo, o teu anão e o gnomo ranger.

Anão Picareta disse...

Eu sei, mas eles morreram, como poderiam ser usados?!

Renato Dantas disse...

Teve também a campanha da "Companhia do Anel" que eu, Diogo e Ângelo eramos halflings e Tiburcio era elfo. Lembro que joguei essa com o halfling bárbaro Konan da Siméria, que era obcecado com bruxas azedadoras de leite (tô rindo só de escrever isso).

Se não me falha a memória essa campanha era no mesmo mundo, só que no reino de Drachma.

Eu fico com o Gnomo Adivinho, mas provavelmente a ficha está com você porque eu nunca fico com as fichas dos meus personagens, sempre deixo com o mestre.

Anão Picareta disse...

Ei isso que dizer que a dupla Gnomo Advinho e Goliath "carismático" estará de volta?!?!

WOW!!! Isso vai dar "pano p/ manga"!!!

Meu Nome É Tonho disse...

Galera, vou começar a digitalizar todas as fichas de todas as histórias e anotar os históricos para vocês relembrarem.

A primeira ficha, do falecido gnomo ranger: http://www.myth-weavers.com/sheetview.php?sheetid=366483

Testem aí e vejam se dá pra acessar. Nessa ficha falta um talento e falta o inimigo favorito. Eu não lembro de nada desse personagem, acho que porquê Renato quase não falava nada na época.

Renato, dúvida que pode mudar a história: Na aventura do Troll embaixo da ponte, tu jogava com o gnomo ranger ou com o gnomo alquimista?

Pessoal, quem tiver cópia de fichas, digita aqui no blog (de preferência com um histórico) ou leva na próxima sessão pra eu copiar. A maior parte das fichas que estava comigo foi perdida em uma inundação na casa da minha mãe (junto com meus livros de Planescape, entre outros). Essa de Renato era um rascunho que estava na minha casa, por isso está incompleta.

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

A todos,

É muito bom e animador ver que em apenas um dia, já que esta postagem foi feita hoje, houve todo esse agito e interesse do povo. Corrigindo uma informação importante dada por Lucas, embora eu tenha sugerido uma proposta de crônica para Vampiro com potencial de ser Narrada por mim, não estou no páreo como Mestre. Assim, este projeto de Lucas pode ser iniciado a qualquer momento.

Lucas,

Jogarei com Zabu Handsaw, que possui duas fichas postadas aqui no blog, cada uma referente a uma fase mestrada por você. Tudo que você precisa me informar é como se encerrou a aventura estilo Call of Cthulhu, de modo a reatualizar a ficha para 10º nível.

Parabéns pela excelente proposta e iniciativa.

Meu Nome É Tonho disse...

Ângelo, espero que não seja fogo de palha :)

Eu estava querendo fazer uma coletânea de todos personagens que já passaram pelas minhas histórias mesmo. Vou aproveitar pra fazer uma campanha com os "melhores momentos".

Temos três jogadores confirmados, então. Faltam só Hugo e Fernanda.

Alguém quer chamar uma pessoa de fora?

Anão Picareta disse...

lucas, não estou achando a ficha de eglath, tenho quase certeza que tinha deixado contigo e pelo que falasse certamente se perdeu na enchente. Vou ver se acho algum rascunho antigo aqui (tinha uma projeção dele ate 10 nivel), mas vai ser dificil achar.

AAQUTI disse...

Lucas kd omelete guerreiro que joguei contigo? Achaste nO foi, clérigo e fogo mais se for o caos jogo com ele mesmo.
Abraços

Renato Dantas disse...

Lucas, na aventura da ponte eu jogava com o Gnomo adivinho-alquimista de Olho Torto.

O inimigo predileto do Gnomo ranger eram gigantes, minha ideia era ele pegar a Classe de Prestígio Gnomo Matador de Gigantes do Livro Completo do Guerreiro.

Anão Picareta disse...

Lucas, dá uma olhada nos links:
http://joaobabao.blogspot.com/2008/10/uma-viso-cinza-1-parte.html

http://joaobabao.blogspot.com/2008/10/uma-viso-diminuta-parte-1-s-pra-no-ser.html

Um é um resumão do que se passou com meu passou pelo meu PC dando um resumo da aventura até ali. O outro é a visão do PC de Renato.
Acho que vai te ajudar a relembrar.

Meu Nome É Tonho disse...

As fichas mais novas (o guerreiro de Tiba, a stonechild de Diogo, a Duskblade de Fernanda e Zabu Handsaw) estão aqui comigo.

As mais antigas (gnomo do olho torto e eglath) é que foram pras cucuias. Eu acho que tenho cópia delas no meu caderno, mas não estou com tempo de procurar agora.

Anão Picareta disse...

Meu problema é que tenho pouco espaço e muita coisa de RPG, então meu material não fica em um único lugar, tenho cerca de 5 bolsas de material de RPGalem de 3 pastas de 500 fls (altura) cheias de material, aí achar tudo fica bem complicado.

Vou continuar procurando, mas vou tentar achar o projeto de evolução dele.

Me lembro que ele tinha força max-1, constituição 16 e carisma 6. Alem disso tinha agarrar aprimorado e combate desarmado aprimorado (que se não me engano é pré de agarrar). De resto não lembro muita coisa não...

Renato Dantas disse...

Eu só acho que tinha Força 8, Destreza 18, Constituição 12, Inteligência 18, Sabedoria 10 e Carisma 10.

Eu lembro que você queria que a gente tivesse 12 pontos para gastar nos atributos, na razão de 1/1 e eu chorei mais que protagonista de novela mexicana pra você deixar 16 pontos.

Lembro também que eu tinha um Sapo como familiar, aquele talento que dá mais PV e usava uma besta leve nos primeiros níveis, até ter aprendido relâmpago e ter ficado com complexo de Zeus.

Anão Picareta disse...

Ah renato! Lembre-se que ganhasse um grimorio "top of 'de' kick ass" do dragão!!!

Lembro que ele me deu uma arma, acho que era um Hammer, mas não lembro das caracteristicas...

Meu Nome É Tonho disse...

Caras, hoje não terei tempo de procurar as fichas borradas (como eu disse, inundação), mas farei isso ainda essa semana.

Diogo, teu martelo era +4+2. Explicando: Era mágico +2, mas ele tinha sido forjado por anões especificamente para o seu tamanho e estilo de combate, então na sua mão ele tinha um bônus extra de +4. Ainda tem outras surpresas, mas vc só vai descobrir usando. As surpresas foram feitas pra resolver suas reclamações sobre azar nos dados.

O grimório de Renato nunca foi terminado, mas vai receber um upgrade grande, provavelmente com magias de outras edições. O personagem precisa de um upgrade.

Meu Nome É Tonho disse...

Ah, e o teu martelo novo não é o Warhammer Goliath!

Nada de 3d6 de dano, mas as surpresas compensam.

Anão Picareta disse...

Pensando aqui com meus botões, lembrei que tu tinha dado 76pts p/ distribuir nos atributos e acredito que minha distribuição tenha sido:
18/16/14/10/12/5 se bem me lembro, ficando com as estatisticas do Goliath:
For22/ Des14/ Con16/ Int10/ Sab12/ Car5 Tenho QUASE certeza que foram esses os valores iniciais. O problema é que não me lembro onde foram os pontos de evolução.

Não entendi o martelo era +2 mas na minha mão era +4 ou +6 (tu disse que tinha um bonus extra +4)?

Quando tu fala que o PC precisa de upgrades é o de Renato ou o meu?

Lucas nem te estressa, tem tempo ainda para procurar a ficha e eu ainda vou dar uma geral em casa, pode ser que eu tenha uma cópia.

Ah! Isso eu lembrava (que não era um Warhammer goliath), mas me parece que era um martelo +2 tamanho G c/ 2d6 /x3 (padrão)

Me lembro que tinha uma armadura que me permitia respirar em baixo d'agua. O martelo parece que tinha efeito bumerangue (eu podia arremesar e ele voltava) ou eu te pedi isso e tu não deixou, não lembro... :D

PS: nem achava o Warhammer goliath assim tão apelão, tendo em vista que ele requeria usar 2 mãos, teu trauma foi apenas 1 critico que obtive só pq foi 3d6 x4 e eu tive uma baita sorte nos dados (a única que me lembro).
Se analizar direitinho meu dano não era tão alto 3d6 do martelo, mais bonus de força e critico x4= 3d6+6 /x4, só que se ver que não podia usar escudo nem outra arma, não ficava tão forte não. Na minha opinião.

Saber disse...

Lucas, resolve as regras ai que podemos fazer as fichas.

Anão Picareta disse...

Lucas, acabei de achar a ficha de Eglath, porém é uma ficha antiga, guerreiro 6 nivel.

Como faço para disponibiliza-la digital como as outras? A ficha será tal qual ou poderá haver alguma modificação? Como será realizada a evolução dele até 9º nivel (NEP10)?

Atributos:
For22/ Des14/ Con16/ Int10/ Sab13/ Car6(+1 pelo 4º nivel)

Se interessar como NPC, tb achei a ficha do pai dele: aristocrata 3º/Clérigo 7º (por sinal acredito que o pai dele não tenha sido morto - sentir motivação +11 e diplomacia +21).

Daria um bom NPC até para outras campanhas na minha opinião!

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo,

Dá CTRL+C nas fichas e CTRL+V no blog, que depois eu formato as duas.

Eu ia fazer de qualquer forma a ficha de Aukan Elanthinino, ele vai aparecer na história. Tu me economizou trabalho.

Quanto ao martelo, pra efeitos de encantamentos e redução de dano ele é +2. Porém, quando tu tiver usando ele, vai ter +4 de bônus não-tipado (o bônus não-tipado acumula com qualquer outro que você tiver).

Hugo e Fernanda, regras:

1 - Pelo menos uma página de histórico. Se puder colocar aqui no blog, melhor ainda.

2 - Nível 8, qualquer equipamento comum que vocês quiserem, inicialmente nenhum equipamento mágico. Quando começar a interpretação a gente acha um equipamento mágico apropriado pro conceito de personagem, e que nivele o grupo.

3 - Vale qualquer suplemento da 3,5 e o personagem pode ser de qualquer cenário de D&D (até mesmo um cenário do AD&D ou 4e), menos: Tormenta (as regras são muito diferentes e não tô com saco de adaptar) e Psiônicos (nunca li as regras).

4 - Vale classes de monstros incompletas. Por exemplo, Tritão tem 5 níveis. Tu poderia pegar 4 níveis de Tritão e 4 de guerreiro, e seria um Tritão adolescente. A classe de monstro tem de ser a principal.

5 - Unearthed Arcana só com aprovação prévia. Logo de cara, NÃO estão valendo os talentos, o humano exemplar, e gestalt. As classes e raças variantes estão Ok, na verdade eu prefiro elas.

6 - Sem personagens maus ou "pirados" (caótico e neutro).

Anão Picareta disse...

Pô Lucas, quando falasse que podia usar qq suplemento eu pensei logo nos talentos do Unearthed Arcana, daí tu vem e diz que não pode... dar esperanças e tira-las assim é cruel cara.

Sim tu não falou, vai poder alguma modificação na ficha? QUal personagem vai precisar de upgrade (meu ou de Renato)? Espero tu ver se acha a ficha de Eglath ou eu mesmo faço a evolução dele para 9º nivel?

Meu Nome É Tonho disse...

Estou testando a estrutura do site myth-weavers.com pra ver se dá pra usar. A idéia é usar o site pra organizar a história.

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo, espera o fim-de-semana pra eu achar a ficha. Aí a gente finaliza aquela história que foi interrompida e os personagens de vocês chegam ao nono nível.

O personagem que precisa de um upgrade agressivo é o de Renato. O seu tá bom demais pra um guerreiro, que teoricamente é mais fraco que as outras classes a partir do décimo nível.

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo e Hugo, os talentos "spelltouched" do Unearthed Arcana estão valendo, se justificados pelo histórico.

Diogo, tu qualifica pra False Pretenses - sempre que alguém usar um efeito de controle mental em tu, ele pensa que foi bem sucedido mesmo que tenha falhado. Quando teu personagem fosse atacado por fadas de novo, ele podia dançar até perto da fada e fazer um ataque surpresa.

Anão Picareta disse...

Lucas:

Coloquei a ficha de Aukan ao final do post do Background dele:
http://joaobabao.blogspot.com/2008/09/aukan-elanithino-o-pai-do-hroi.html

dá uma olhada e depois me diz alguma coisa.

Como assim "tu qualifica pra False Pretenses"?? O que isso quer dizer? Que eu posso pegar esse talento no Unearthed Arcana?

Ué, mas que eu me lembre os personagens já eram de 9º nivel (no momento da ilusão) faltando pouco XP para o 10º.

Amanhã posto a de Eglath.

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Precisa de mais alguma contribuição de minha parte, Lucas?

Meu Nome É Tonho disse...

Ângelo, não estou necessitando de nada de sua parte.

Por enquanto, o grupo estará dividido em dois: Tibúrcio e Ângelo na Ilha Maldita, e Diogo e Renato no Inferno Gelado. Dramático, não?

Quando Hugo e Fernanda fizerem seus personagens, provavelmente teremos um terceiro grupo.

Gostaria que todos vocês tentassem fazer um cadastro no site www.myth-weavers.com e me informassem se houve algum problema. Se todo mundo conseguir, vamos usar esse site.

Saber disse...

Vou me reunir com nanda hoje a noite para fazermos as fichas.

Anão Picareta disse...

Galera, gostaria de pedir a confirmação de vcs para domingo 05/02 as 14h no paço para a aventura de GURPS.

Se possivel confirmem até 6º feira a noite. Obrigado.

Anão

Renato Dantas disse...

Confirmado!

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Confirmo minha presença. Consegui me cadastrar sem problemas. Sou Anaximandrus.

AAQUTI disse...

Realizei a inscrção com sucesso lol

Anão Picareta disse...

Lucas:

Coloquei a ficha de Eglath na postagem referente a ele, dê uma olhada:
http://joaobabao.blogspot.com/2008/10/uma-viso-cinza-1-parte.html

Depois me fala alguma coisa(e dá uma conferidfa na ficha p/ ver se está OK).

Anão.

Saber disse...

Confirmado.

Como é o esquema da criação da ficha?

Anão Picareta disse...

Hugo, postei a explicação no post anterior (sobre as regras da aventura).

Saber disse...

A da ficha de D&D

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Entendera que Hugo pedia as regras básicas para criar as fichas de D&D. Lucas abriu possibilidades quase infinitas, prato cheio para quem tem paciência de garimpar suplementos, mas não informou, p.e., sobre como definir os valores das habilidades. As fichas de meu personagem e de Tibúrcio têm 72 pontos distribuidos entre as seis habilidades, enquanto as fichas dos personagens de Diogo, Renato e as três postadas ao fim da postagem (links) têm 76 pontos.

Lucas,

Há risco dos personagens morrerem antes de se reunirem como um grupo? Preocupei-me com isso quando ficou definida a formação de três grupos distintos. Achas que esta é a melhor solução para descrever a evolução dos personagens? Sugeriria que você descrevesse tuas pretensões caso as campanhas/aventuras anteriores tivessem continuado e a partir de então desenvolveríamos em conjunto os ajustes necessários até que o grupo fosse reunido.

Preocupou-me também teu pedido para que os personagens não fossem maus ou insanos, pois você sabe o quanto aguardei ansioso pela conclusão da tua aventura na ilha maldita. Quero muito saber quais as conseqûencias que recairão sobre Zabu quando ele vivenciar os horrores do local. Minha expectativa é que ele sofra um trauma marcante.

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Diogo,

Se puderes, por favor traga-me duas fichas impressas de Anaximandrus II neste próximo domingo. Obrigado.

Meu Nome É Tonho disse...

Ângelo, Hugo e Fernanda:

Compra de pontos, que nem no livro do jogador!

Ângelo, muita coisa nas histórias está em aberto, tem potencial para mortes, insanidade e coisas diversas. As ações dos jogadores (e os dados) vão decidir muita coisa.

Eu prefiro que ninguém morra, mas isso é uma decisão de Megaedro, a divindade patrona do d20. Quanto a ficar insano, eu acho que se acontecer dentro do jogo podemos dar um jeito. Mas começar insano não rola.

Renato Dantas disse...

E aí, como foi que terminou a aventura?

Anão Picareta disse...

O PC de Lucas quase morreu (quase), Angelo, p/ variar, ileso, pilharam dinheiro e itens, (dividiram entre 2 ou 3 não lembro) acharam o PC de HUGO preso na acampamento dos bandidos e soltaram ele (apenas após pilharem). Voltaram p/ cidade, venderam os excessos e estão por lá. Resolvi parar por aí para que vcs todos possam se organizar para a quest que pegaram (investigar uma ruina cheia de riquezas).

Meu Nome É Tonho disse...

Renato, a versão resumida: Eu matei todos os bandidos de forma bastante violenta. Eu achei uma obra de arte da violência desnecessária.

Versão estendida: Enquanto eu jantava e teu personagem tirava um cochilo, o Argoniano entrou na caverna e mapeou a área. Haviam dois arqueiros em uma emboscada, e pelo menos mais dois bandidos em outra sala. O argoniano me mandava recuar e eu fingia que não tava vendo.

Enquanto o argoniano ficava escondido nas sombras e se nocauteava com o próprio arco, entrei em carga desembestada e decapitei o primeiro. O segundo arqueiro estava caído, mas ainda assim cravou uma flecha no meu pescoço.

Pisei no peito dele e, enquanto bebia poções com uma mão, estocava ele com a outra. Só que eu tava com tanta dor que mal conseguia acertar.

Enquanto isso, teu personagem fuzilou um dos dois caras que iam me atacar pelas costas, e errou o outro. Eu finalizei o cara que estava no chão, esquivei de uma carga do sujeito que vinha por trás (tá, ele ajudou fazendo a carga mais tosca do século) e levantei ele do chão. Segurando ele pelos rins. Com as espadas.

Restava apenas uma sala quase completamente escura agora, e não havíamos encontrado o líder. O argoniano e eu entramos furtivamente. Percebemos movimento, o argoniano seguiu em frente e eu fiquei encostadinho na parede (não queria um ataque pelas costas) tentando ver do que se tratava.

Era o líder dos bandidos, tentando fazer uma tocaia. Acontece que no escuro ele enxergava menos que a gente. Corri, saltei e cravei as duas espadas no peito dele.

O sujeito estava mais bem protegido que eu, conseguiu se manter em pé e desceu um machado de duas mãos na minha cabeça. Para minha sorte, ele errou e acertou o meu ombro, bem protegido por uma armadura orc. Com uma mão eu segurei o braço esquerdo dele, apontei a outra mão pro rosto dele e "Flames!"

O fdp ainda ficou em pé, mas quando se desvencilhou do meu braço pra preparar o machado, minhas espadas (ainda cravadas no peito dele) terminaram o serviço cortando algo importante dentro dele.

Tu acendeu uma tocha e encontramos um Orc amarrado, algumas moedas (tá anotado na tua ficha). Percebemos então que o líder era um Dunmer (até o momento eu achava que era um humano).

(pausa para pequeno entrevero com um dragão que não vale a pena mencionar, pois eu não matei ninguém nessa cena)

Levamos a cabeça do Dunmer como prova e o orc como testemunha de que nenhum bandido havia escapado.

Só para constar, dei para o orc, do meu inventório: Uma armadura orc simples, acessórios de aço e uma espada anã de bronze. Se ele vai ter de nos acompanhar, é bom que sirva de algo no combate.

Entregamos a cabeça do Dunmer para o Jarro e recebemos o dinheiro. Ele nos apontou uma ruína com muito ouro e itens mágicos, e perguntou se tínhamos interesse em limpar o local. O que encontrarmos é nosso. O único porém é que até agora ninguém foi lá em voltou.

Paramos na cidade, fazendo compras.

Anão Picareta disse...

Ei Lucas, existe alguma chance de Eglath encontrar ou minha Stontechild ou o meio-gigante que fiz para Tiba ou mesmo meu Goliath (todos Warblades) para que eu possa aprender manobras e me habilitar pra talentos do Tomo de Batalha? Estava pensando já que vou re-evoluir o PC pensei em mudar algumas coisas nesses novos niveis. É possível? PS: não vou pegar nivel em nenhuma classe do Tome de Batalha, apenas talentos e manobras.

Meu Nome É Tonho disse...

Correção: "O único porém é que até agora ninguém foi lá e voltou."

Anão Picareta disse...

O relato de Lucas deixou a aventura "tão mais bonita"... chega me deu vontade de jogar!!!! KKKK.

nota mental (se eu me lembrar depois): Serio, eu tenho que ver esse meu problema de comunicação...

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo, evolução do meu personagem de Skyrim:

1 - Aumentar dois pontos de Speech (eu tive um uso bem sucedido pra convencer o argoniano de que o amuleto era amaldiçoado e três tentativas falhas na loja).

2 - Aumentar um ponto de Sneak

3 - Aumentar um ponto de One-Handed

Anão Picareta disse...

Lucas, alem da pergunta anterior preciso de uma conformação: O MArtelo Mágico que desse a Eglath é uma Heavy Mace correto?! (isso é importante para a evolução do PC).

Meu Nome É Tonho disse...

Vc tá olhando classes que precisam de armas específicas ou talentos que precisam de armas específicas?

Anão Picareta disse...

Na realidade ambas. Tanto talentos como classes são opções dependendo de como trascorrer a aventura. Aprincipio são talentos que requerem uma arma especifica, mas dependeno da situação de jogo pode ocorrer de mudar para outra classe.

PS: dei uma de enxirido e botei o link para a ficha de Eglath no mith-weavers.

Meu Nome É Tonho disse...

Tibúrcio, tu se cadastrou no site com que nome?

Ângelo e Diogo eu já convidei pro jogo, dos outros alguém se cadastrou?

Quando Tibúrcio disser o nome de personagem dele, já dá para iniciar o prólogo de Tiba e Ângelo (embora eu ache que Tiba vá ficar como NPC até Março, ele tem coisas mais importantes pra fazer no AAQUTI)

Ângelo, queres descrever os acontecimentos daquela campanha sob a visão de Zabu?

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo, tu fez login no Myth-Weavers e não apareceu o convite?

Anão Picareta disse...

Ultima forma, localizei o convite (é que não aparece enhuma informação de msg nova).

Adicionei as fichas de Eglath e Aukan ao jogo (e já aceitei o convite).

A ficha de Eglath está pronta no miyh-weavers, mas peço que dê uma conferida na mesma. A ficha de Aukan ainda não foi terminada no site.

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo, esse site é bom por ter o rolador de dados e o local de armazenamento de fichas, mas é chatinho pra caramba de usar.

Vê se tu consegue ler a descrição do jogo e o fórum aí e me avisa de qualquer bronca.

Se tu falar com Tiba, descobre o login que ele usou no site.

Vou ajustar a descrição do cenário (vai ser grande) e a descrição da aventura de Tiba e Ângelo, pois é a que será mais simples de completar. Tu vai ter a chance de finalizar a história da StoneChild.

Meu Nome É Tonho disse...

PS.: Seria muito, muito, muito mesmo relevante se a Stonechild e Zabu dessem uma visão, mesmo que breve, dos acontecimentos até o momento.

Anão Picareta disse...

Assim que tiver um tempo eu posto a posição da Stonechild (preciso relembrar muita coisa e como disse minha memoria está uma porcaria).

Em relação ao site o único problema que encontrei é localizar a campanha de forma rápida. A melhor forma que encontrei é ir nas fichas e adicionar o jogo em questão.

Fora isso está tranquilo, consigo visualizar os dados do jogo tranquilamente.

Meu Nome É Tonho disse...

Tem um link pro jogo na postagem lá em cima, cai direto no fórum ;-)

Anão Picareta disse...

Galera, seria possível me confirmar quem tem disponibilidade para jogar minha aventura nesse domingo 14h no Paço até 4º feira a noite?! Peço desculpas pela antecedencia, mas apareceu uma atividade e preciso da confirmação de vcs até essa data para que eu possa me organizar nesse fim de semana.

galera alguem tem interesse de comprar o livro Tome of Battle: The Book of Nine Swords (D&D 3.5) em impressão laser colorida e encadernado c/ espiral? (naquele jeito que vcs já conhecem) estou pedindo R$15. Se alguem tiver interesse...

Outra coisa: Lucas eu deixei as fichas de Eglath e Aukan contigo ontem? Pode confirmar p/ mim pf?


Anão.

AAQUTI disse...

Vê que horas vcs estão a fazer chat em pleno horário de trampo, porra vcs num trabalham não e,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, só vou poder ver o blog as 13h e depois só a noite as 22h. Isto até sexta quando volto as ferias. Quanto ao meu login esta Tiba maiúsculo mesmo.
Abraços
Attt

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo, estou confirmado domingo.

Ângelo, entra no myth-weavers, no canto superior direito vai ter um envelopinho. Clica nele e vai aparecer uma tela de mensagens. Deve ter um convite lá pra gente começar o jogo. Agora que já tem tu e Tiba vamos adiantar o serviço sempre que possível.

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo, as fichas estão comigo sim. E eu tenho interesse no Tome of Battle.

Tu não tem como imprimir o Spell Compendium não?

Anão Picareta disse...

Se desenrolar o papel dá p/ fazer (o Spell Compedium), mas só dá p/ imprimir 1 livro desses por mês (pelo menos por enquanto). Lá tá meio complicado com suprimentos.

Ufa, ainda bem, por um momento pensei que tinha perdido elas. Olha a ficha da StoneChild está apenas com os valores finais tanto nas pericias como nos Saves, pois estou sem a ficha e não lembro das combinações que chegaram aos valores finais.

Fora Eglath, Aukan e Ailandra, há mais algum personagem que eu tenha construido que seja do teu interesse usar na aventura? Não esqueça de verificar as fichas para ver se estão corretas.

Em relção ao uso do site, vi apenas teu post incial informando que vai lançar as informações sobre o cenário, mas não vi nada mais que isso. Alem disso não vi nenhuma outra função utilizável pelos jogadores (tem o gerador de dungeons e NPCs, mas é para o mestre). Não localizei o rolador de dados. A única função útil que vi foi as fichas (que tem muitas coisas que tem que ser preenchidas manualmente pois o sistema automatizado não dá conta). Fora isso achei o site muito bom. Na realidade descobri depois que já conhecia ele (usava o gerador de Dungeons e NPCs dele para algumas aventuras minhas).

Tu vai fazer de forma paralela a parte de Tiba e Angelo com a minha e de Renato ou 1º fará a deles e depois a nossa?
No caso da "crônica" da Ilha Maldita, Ailandra será NPC ou eu jogarei com ela tb?

Fico no aguardo das tuas respostas (lembre de confirmae se posso ou não alterar o talento Vitalidade) e de quando começaremos a jogar.

Meu Nome É Tonho disse...

1 - Tem dois Goliaths teus de uma história que foi basicamente você e Ângelo contra goblins.

2 - As histórias vão ocorrer em paralelo senão demora demais. Você pode jogar com Ailandra na ilha :)

3 - Eu achava que o site mandava a descrição do jogo junto com o convite, fiz uma descrição considerável. Vou postar no fórum.

Anão Picareta disse...

Tu fala dos dois goliaths que eram de tribos rivais, que um era um monge e o outro nem sei o que era? Que ficavam disputando e discutindo a toda hora? Angelo jogava com zabu nessa história?! Cara tu vai MESMO precisar deles?! Não faço a menor ideia de onde estão, vou ter que dar um belo pente fino em casa. Confirma aí se tu precisa (ou quer mesmo) eles.

PS: Gostei da opção de jogar com Ailandra :D

Meu Nome É Tonho disse...

Dá o pente fino... Lembre-se, Ailandra está sendo mantida refém!

Anão Picareta disse...

Mantida refém?! Só o fato de estar na ilha já a faz e todos os outros por consequencia) refens?! Essa REALMENTE faz valer o nome de ilha maldita!!!

Lucas, fuçando no blog achei a ficha do de um dos Goliaths que queres: Gauthak Bodystone Kolagiano. Está nos comments do post: http://joaobabao.blogspot.com/2009/11/resumo-da-sessao-de-d-35-ocorrida.html

Resumo da ficha do meu personagem:

Barbaro 1/Guerreiro 1/Ajuste +1 (3ºN)

FOR21/DES14/CON14/INT10/SAB10/CAR7

CA16/PV26 - FORT+6/REF+2/VONT+0
AGARRAR +11

GreatHammer Goliath (large) Obra-Prima(ver background) +8/3d6+5 - 20/x4
Espada Longa (L)(reserva) +7/2d6+5 - 19-20/x2
Leather Mammoth. Armadura leve com +4CA/DEX+4/pen armad -4/ falha magia 20% 15kg.

Pericias(16pnt barbaro/+2guerreiro)
Escalar+6/Intimidação+2/Natação+6/Oficio (armeiro)+3/Ouvir+4/Saltar+6/Sobreviencia+4
Talentos:
Auspicius MArking/ Furia/ Movimento Rápido/Exotic Armor Proficience.


Falta adicinar o XP dele que está faltando. Verifiquei blog que o XP está distribuido assim:

Amnu (Monge) 3000XP (XP base da criação do PC) + 2500XP 1º sessão + 4700 XP sessão final. Total: 10200XP

Gauthak (Barb/Guer): 3000XP (XP base da criação do PC) + 4700 XP sessão final. Total: 7700XP

Sendo assim o Monge é 5º Nivel e o Bar/ Guer. é 4º Nivel.

Vou procurar a ficha do monge.

Onde Verificar o XP dos personagens (goliath guerreiro e Monge): http://joaobabao.blogspot.com/2009/11/resumo-da-sessao-ocorrida-081109.html

Meu Nome É Tonho disse...

Diogo, esse domingo estou fazendo concurso do INSS. Não vou jogar.

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Desculpem, só pude acessar a internet agora, por isso a demora em lhes dar retorno. Descreverei as impressões de Zabu acerca de sua última aventura o melhor e mais breve que puder. Considerando-se, Diogo, que Lucas não poderá comparecer no próximo domingo, preferes adiar ou mestrarás mesmo sem ele? Se fores mestrar, confirmo minha presença. Se não, tentemos no domingo após o carnaval (26.02).

Anão Picareta disse...

Angelo, como disse na sessão passada: dá p/ mestrar com 2, mas fica sem graça. Vou aguardar confirmação até a amanhã a noite, caso não tenha 3 jogadores confirmados eu adio a sessão.

Lucas ainda não localizei o monge, dá uma olhada se está contigo. De qualquer forma, não seria mais fácil eu refazer o PC?!

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Passei os últimos minutos tentando entender a dinâmica do site e devo alertá-los que devo travar muitas vezes até pegar a manha. Peço-lhes paciência. Se houver necessidade, postarei aqui no blog alguma coisa relevante e Lucas transporta o conteúdo editado da forma que achar mais adequado.

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Diogo, Anaximandrus II tem muito dinheiro e acredito que seria capaz de comprar um item que me interessa. Há alguém na cidade que venda um item com habilidade similar a uma mochila de carga (vulgo "bolsa do espaço infinito"?) Se sim, quanto custaria?

Renato Dantas disse...

Se tiver jogo no domingo eu posso ir.

Lucas ainda não entrei no site, tentei entrar por aqui mas é bloqueado.

Manda o link para o meu e-mail que fica mais fácil de eu lembrar de entrar quando estiver em casa.

Vou querer jogar com o Gnomo Adivinho, mas não tenho mais nenhum material de 3.5 vou precisar de uma ajuda pra refazer a ficha (pelo que entendi você não tem mais ela).

O Halfling Bárbaro caçador-de-bruxas-azedadoras-de-leite vai aparecer?

Anão Picareta disse...

Temos 2 jogadores, falta apenas 1. Espero hj até meia-noite. Amanhã confirmo se mestrarei ou não nesse final de semana.

Angelo, esse item não exite no cenário, o que existe são itens que melhoram a capacidade de carga do individuo, podendo ser, botas, armadura ou amuletos.

Renato no meu 4shared acredito tenha material suficiente para refazer a ficha, dá uma olhada (gaucho.4shared.com)

Anão Picareta disse...

Galera, estou adiando a sessão para depois do carnaval. Como disse antes, c/ 2 jogadores fica s/ graça.

Dificilmente haverá jogo (ao menos comigo mestrando) durante o carnaval, então desejo a vcs um bom carnaval, seja brincando ou descansando.

Anão.

Renato Dantas disse...

Se alguém se habilitar a mestrar eu jogo, pode até ser na minha casa, como fizemos há alguns anos.

Caso contrário vou passar o carnaval jogando Skyrim.

Meu Nome É Tonho disse...

No carnaval eu tenho o dever moral e cívico de levar minha esposa para relaxar em outra cidade.

Então sem RPG pra mim.

Anão Picareta disse...

Ei Lucas, vai p/ Bahia?!?! KKKKKK!!!!
OA tou refazendo o monge (faltam apenas as pericias) e estou esperando tu começar o by forum.

Tem previsão de quando começa a bagaça?!

Meu Nome É Tonho disse...

Prezadíssimo Diogo,

Durante 24 anos e meio de vida de solteiro, fui pau-pra-toda-obra-que-termine-com-putaria, mas uma regra sempre foi sagrada:

AXÉ DE CÚ É ROLA!

Já estive na Bahia três vezes, uma em excursão, uma à trabalho e uma pra um congresso (esta última na semana pré-carnaval). Prédios históricos bonitos mas malcuidados, sujeira nas ruas, viciados em crack jogados pelas esquinas e muita, muita, muita gente grosseira sem nenhuma razão aparente.

Se eu quisesse ouvir grosseria em uma rua fedorenta ia pro Recife Antigo. Vou relaxar na Suíça Brasileira, Brasília. E quem disse que Brasília parece a Suíça foi alguém com conhecimento de causa, uma suíça!

Meu Nome É Tonho disse...

A palavra cu no comentário anterior foi acentuada, indo contra a gramática oficial do idioma português, de forma a deixar claro que é um cu baiano.

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Conforme solicitado, dou-lhes a visão de Zabu da aventura "A Ilha Maldita". Está propositalmente sem polidez porque pretendo apenas marcar os pontos mais relevantes para facilitar a recordação dos fatos por Lucas. Posteriormente, conquistando eu tempo e paciência, tentarei melhorar a elaboração do texto.

Reprodução das palavras originais escritas por Lucas:

"Zabu acorda em uma cama do que parece ser um hospital. Ele está bem, e observa ao redor - claramente este lugar já foi tecnologicamente avançado (digamos, século 19), mas está bastante decadente. Nenhum rosto conhecido próximo, e Zabu sente a falta de Anya. Dois Enfermeiros com cara de sobrecarregados olham assustados para Zabu, e comentam em um dialeto estranho: Ele finalmente acordou!

Zabu descobre que está desacordado à um ano, apenas balbuciando coisas e ficando ereto o suficiente para comer papa. Havia um grande ferimento à flecha em sua cabeça, e que os clérigos locais não conseguiam curar este ferimento. Anya foi embora então, junto à um navio, conseguir dinheiro para contratar um clérigo de fora. Ela mandava regularmente grandes quantias de dinheiro para o hospital, o que faziam os enfermeiros desconfiar de sua profissão - pirata, talvez? - mas não dava notícias haviam 6 meses, e no último mês a remessa não havia sido enviada.

De qualquer forma, um clérigo foi enviado da capital para lidar com acontecimentos envolvendo Devoradores de Mentes, pânico causado por bruxas e um grupo de hobbits travessos a serviço de um nobre exilado conhecido como Lorde Bilbo. A verdadeira natureza destes acontecimentos nunca foi esclarecida, mas o clérigo aceitou o dinheiro enviado por Anya como pagamento, e curou Zabu. Ainda sobrou uma quantidade grande de moedas, mas foi recolhida pelo prefeito como impostos."

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

Minha adaptação:

Zabu desperta num lugar que parece um hospital. Sente-se bem. Nota claramente que o lugar já foi tecnologicamente avançado (digamos, século 19), mas está bastante decadente. Sem ver nenhum rosto conhecido próximo, lembra-se imediatamente de sua irmã, Anya. Dois Enfermeiros com aspecto de sobrecarregados olham-no assustados e comentam num dialeto estranho: Ele finalmente acordou!

Descobre enfim que ficou um ano desacordado, apenas balbuciando coisas e ficando ereto o suficiente para comer papa. Havia um grande ferimento à flecha em sua cabeça, que os clérigos locais não conseguiam curar. Anya foi embora então, num navio, em busca de dinheiro para contratar um clérigo de fora. Ela mandava regularmente grandes quantias de dinheiro para o hospital, o que faziam os enfermeiros desconfiarem de sua profissão - pirata, talvez? - mas já não dava notícias havia 6 meses, e no último mês a remessa não havia sido enviada.

Sem pestanejar, decidiu que iria atrás da irmã onde quer que os rumores sobre ela o levassem. Encontrava-se na cidade de Eastcliff. Tendo mantido sob sua posse um kit de carpinteiro encantado, conseguiu facilmente ser contratado pelo capitão Sven para exercer o ofício em seu navio mercante. Durante a viagem não procurou se relacionar com o resto da tripulação, estava satisfeito em apenas trabalhar nos reparos do navio, entregue solitário a seus pensamentos e apreensões.

Poucos dias após o início da viagem, começou a ver sinais arcanos surgindo em locais aleatórios do navio e a ouvir vozes que pareciam ser audíveis apenas por ele, palavras ditas diretamente em sua mente. Daí não demorou o momento em que uma entidade desconhecida o dominou completamente, violando sua vontade e sua história, e aparentemente intrigando-se com algum elemento relacionado à ancestralidade do carpinteiro. A entidade o libertou sem lhe fazer mal, mas com a promessa de que Zabu faria tudo que ela desejasse para alcançar sua meta de encontrar a irmã.

Enquanto isso fenômenos estranhos ocorriam no navio, e um motim parecia iminente. Zabu tentou falar, despreocupado, sobre seu encontro com a misteriosa entidade mas ao tentar isso severas convulsões o impediam de falar qualquer coisa. Este comportamento fez com que a tripulação optasse por amarrá-lo para mantê-lo imobilizado durante o interrogatório, mas não houve tempo: o navio foi abordado por um navio pirata!

OBS: A PARTIR DAQUI MINHA CONCENTRAÇÃO JÁ NÃO ERA A MESMA DO INÍCIO DA SESSÃO, PORTANTO NÃO LEMBRO BEM DOS EVENTOS E MOTIVAÇÕES. LUCAS DEVE LEMBRAR QUE, QUANDO PEDIU MINHA OPINIÃO SOBRE A SESSÃO, EU DISSE ESTAR IMERSO NO CLIMA DE HORROR ATÉ A PARTE DO COMBATE, QUANDO ENTÃO PERDI O FOCO.

Com a vitória do capitão Sven, logo percebeu-se que o navio ficou sem condições seguras de continuar a viagem. Decidiu-se então que um pequeno grupo seguiria de bote até uma estranha ilha e procuraria alguma coisa lá. Na verdade, parecia que todos estavam sendo influenciados de algum modo para acharem interessante a ideia de seguirem para ilha. Zabu sentia-se especialmente compelido a isso. Lá enfrentaram perigos num mangue e numa aldeia primitiva onde uma poderosa sugestão fazia os heróis verem a população como monstros. A aventura encerrou aqui.

Anão Picareta disse...

Angelo, teu relato me lembrou algumas coisas. Acredito que amanhã eu faça o meu relato sob a visão de Ailandra. Obrigado.

Lucas, por acaso tu lembra quando de XP tu deu nessa aventura? Gostaria de atualizar isso na personagem (se fosse possivel).

Uma coisa que não entendi: todos vão se encontrar APÓS concluirem suas respectivas aventuas pessoais ou antes disso e isso será o motivo de se juntarem? (concluir com maior facilidade seus objetivos pessoais)

Outra dúvida: Tanto o "Inferno Gelado", quanto a "Ilha Maldita" e "a Casa da Vila com Portal de outra Dimensão" ficam no mesmo continente, mas em regiões diferentes ou são continentes diferente do mesmo mundo ou são mundos completamente distintos?

Amanhã-Morrerei-sem-Passado disse...

E a partir do teu relato poderei acrescentar elementos que me são dúbios ou esquecidos, meu caro. Que todos do grupo fiquem inspirados em tornar isso um hábito. Tenham certeza: é muito gratificante.

Lucas não forneceu XP nessa primeira sessão, justificando que ninguém passaria de nível e que os contabilizaria após a conclusão da aventura.

Saber disse...

Diogo

Comprei o Lobisomem: Os Destituidos, agora gostaria que você imprimisse o Vampiro: O Requiém, Lugares Misteriosos e Antagonistas pra mim. Veja quanto ficará para imprimir e me passa a resposta

Anão Picareta disse...

Cara eu vou dar uma olhada por lá. MAS te adianto 2 problemas:
1º de papel. Os tempos de vacas gordas acabaram por lá, então as coisas tão meio contadas por lá. Tu teria que fornecer o papel para impressões.
2º Limite de impressões: estamos com um contrato de aluguel de impressoras agora, de forma que todo mês se imprimi um relatorio de impressões das impressoras, ou seja o max que posso imprimir por mes é um livro grande ou dois pequenos (1 resma por assim dizer).

No mais, vou dar uma olhada por lá e ver tb os livros (sei que o requiem tem muito vermelho p.ex.) e ver a viabilidade das impressões agora que a festa acabou.
Veja não quer dizer que não possa imprimir, mas que agora a coisa tem que ser com "parcimônia".

Follow the New World Order

Follow the New World Order
Follow the New World Order