quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Uma visão Negra: O ilusionista e o lado negro da força. parte 1

A ultima coisa que eu me lembrava era de ter esfaqueado o gnomo nazista com minha adaga envenenadade depois deouvir o Riff de flauta tocado pelo Sátiro Comunista.

Porcaria.. Odeio efeitos de compulsão mental... pelo menos quando usam em mim.

Aos poucos tudo foi ficando claro... Pra não matar o resto do meu grupo... entornei uma garrafa de vinho inteira e apaguei.

Mas isso n explicava o pq deu estar amarrado numa carroça com um troll e um anão!

Sinceramente. Não sei por que fui sair de casa noite passada.

Com esforço consegui me soltar... Foi até facil... foi bom ter tido aquelas aulas com Zethara.

Nunca se sabe quando vc vai precisar de umas graduações em arte da fuga...

O troquei algumas palavras com o anão, estavamos sendo levados pra melodia. Uma cidadezinha obscecada por ordem ordem e ordem... Dominada por cidadãos remelentos que não tem vontade própria.
Cheguei a conclusão que eu preferiria estar no inferno do que naquele plano.

Soltei o anão e ofereci uma das minhas adagas ao barbudo... só pensava em derrubar os 5 guardas que faziam a escolta e sair de lá... Mas aonde estava o meu grimório? será que estava guardado naquele Baú atrás da carroça?

meus pensamentos foram interrompidos por um barulho de marcha... Eram os amigos do anão.
pareciam não estar muito felizes.

Pra ajudar a assustar os guardas, usei uma de minhas ilusões para aumentar o ruido da marcha.

Pedi para o Anão tentar me tirar de lá...
Os companheiros dele (em torno de 20 barbudos) conseguiram "convencer" a guarda a nos libertar... No entanto nada pode faze-los liberar o meu grimório... Nem minha tentativa falha de usar enfeitiçar pessoas.
Os meus itens seriam levados para Melodia onde passariam por uma averiguação... provavelmente em 48 horas eu conseguiria recupera-los

maldito dado vermelho de Diogo!!

Terminei tendo que seguir os anões.. e tentar chegar a melodia

No entanto quando se é um mago fica dificil seguir a marcha de 20 anões guerreiros...
fiquei para trás... sem grimório.. sozinho numa terra desconhecida.

acabei sendo assaltado por uma Humana Ruiva...
O velho boa noite cinderela...
eu não devia ter aceitado aquela água!!

Dormi até que a caiu a noite.. então consegui chegar a Melodia.
Lá prestei queixa de assalto.. Não acreditaram muito em mim... Não é normal haver assaltos neste plano.. disse o "delegado"

Quanto a meu grimório... só depois de 48 horas.

O delegado então me levou até fora da cidade.. onde encontramos contrabandistas...
O velho leque cromático foi suficiente pra bota-los para dormir...

Fui levado a casa de um Mago (não me lembro o nome)... Um ilusionista doido que queria um ajudante de laboratório!
me fiz de bonzinho pra ver se ele liberava um grimório para que eu preparasse algumas magias.

ele me revelou que magias de ilusão não funcionavam com nativos daquele plano... (otima noticia para um ilusionista como eu né?)

Servi de cobaia para ele... e em troca ele me emprestou algumas folhas de grimório para que eu preparasse magias (de ilusão O.o)

PEla manhã fui até a cidade para tentar recuperar o meu grimório...

Quando encontro o meu grupo novamente...
O grupo que tinha me largado bebado numa estrada... Ahhh mas eu tinha q me fazer de bonzinho...

Então para meu deleite.. encontro a ladra que roubou os meus pertences na estrada...
Eu não podia me furtar de me vingar da vadia.
Como ela era uma estrangeira no plano.. minhas magias funcionariam nela. Perfeito!

conjurei transformação momentânea e então!!!
MERDA...! EU ODEIO ESTE PLANO!!!

a magia me transformou numa porquinha rosa.. a lá super pig!
efeito colateral das magias conjuradas sobre mim pelo mago louco.

resolvi entrar assim mesmo na taverna onde a vadia estava escondida... Os nativos do plano me veriam na minha verdadeira forma.. os estrangeiros.. como uma porca que anda sobre duas patas...

uma situação perfeita para cometer um assassinato e sair impune

Vecna escreve certo por linhas tortas

entramos na taverna e de imediato roubei o coração de um Meio Orc ébrio!
por meio de uma sedução barata descobri que a ladra estava no primeiro andar...

agora eu só precisava de uma distração para conseguir pega-la sem que ninguem visse...
Fiz o Orc desafiar o Goliath e começar uma briga na taverna.
enquanto isso subi ao encontro da vadia...

O barulho a fez sair do quarto.. e ao ver uma porca rosa na sua frente ela ficou espantada...

Situação perfeita para que eu conjurasse minha magia preferida...
Doce Leque cromático...

Principalmente quando o alvo tem 2 dv ou menos


Os companheiros dela estranharam ela ter caido e sairam do quarto ...

então repeti a magia... e tinha mais 2 corpos aos meus pés...

Era uma pena eu não ter tempo pra saborear minha vingança como queria...

Não podia dar chance de ser visto assassinando os 3...
Fiz um serviço rápido... cortei-lhes as gargantas e peguei parte do dinheiro que me fora roubado... joguei os corpos dentro do quarto, tranquei por fora e joguei a chave debaixo da porta...

Não havia como eu ser incriminado...
Sorridente e satisfeito

desci as escadas


Continua....

2 comentários:

Meu Nome É Tonho disse...

Vecna escreve certo por linhas tortas ou torto por linhas certas?

Hitokiri Romuloso de Jah disse...

as duas coisas

ou vc vai questionar o Lich Cotó/Caolho...

Tem uma magia dele q é legal

Cruel Whisper of Vecna (se eu n me engano)
que reduz a -9 qualquer criatura com até 10 pv..

cuidado pra ele n usar em vc

Follow the New World Order

Follow the New World Order
Follow the New World Order