domingo, 4 de abril de 2010

Diário de Ragnar

Segue alguns pensamentos de ragnar no momento(resumo)...

3/4:

Esse acampamento é um saco. Tirando a oportunidade de 3 refeições diarias e de roupas limpas não tem nada de interessante.
Sinceramente esse tal de Hercules é um chato metido. Esses "alunos" do acampamento não são de nada, não dão nem para o aperitivo,tirando é claro o cara que lança raios das mãos que enfrentei no "Pega Bandeira" - acho que é assim que chamam. Ele é alguem interessante. Permite que eu teste de verdade minhas habilidades...

Ainda não sei o que foi isso que aconteceu ontem. Que diabos foi aquilo tudo! Criaturas estranhas, sombras que falavam, gigantes LITERALMENTE e pior FEITOS DE GELO! Nunca tive um dia tão estranho na minha vida. E nem um que eu tenha feito coisas tão fantásticas! Ainda não sei como corri através de um corredor escuro, e muito menos como consegui libertar Prii daquela forma...

...Prii... a tive em minhas mãos e a perdi! Pior de tudo por culpa MINHA, UNICAMENTE MINHA! Bem que o Hans me disse para controlar o meu ímpeto e pensar antes de agir, foi por não seguir o que ele me ensinou que perdi Prii...

Por sinal ela estava estranha... Que história era aquela de que ela estava falando. Me lembro vagamente de que ela disse que eu era filho de um tal de ragna-alguma-coisa e que também era filho de um deus, de Thor. Bem não sei que história louca é esse, só sei que não tenho pai nenhum. Posso até ser filho de um Deus, mas ele certamente não é meu pai, o mais proximo que tive disso foi o Hans, e não posso dizer que ele foi dos mais carinhosos, mas aquele palhaço se ajoelhando e me chamando de filho do nada e depois de tantos anos, depois de tudo que passei, depois de abondonar a minha mãe... ele só pode estar brincando! Mas uma prpova de que ele REALMENTE não sabe nada sobre mim é me deixar nesse maldito acampamento como castigo! O unico castigo que isso oferece é o tédio quase mortal que passo, isso sim é um castigo, mas se isso for tudo que esse maldito lugar tem a oferecer, está bem longe de um castigo!
Nem um bom lugar de treino tem aqui! Tenho que me virar para treinar, mas estou louco para esfregar a cara do palhaço-da-casa-de-capacete no chão e usar ele como boneco de treino...

Mas tenho que admitir que até que o magricelo do colar estranho e corajoso e legal. Pelo menos aparenta ser confiável... Mas não vou baixar aguarda com ele ainda, veremos o quão valoroso ele é...

Bem vou aproveitar esse "souvenir" que consegui daquela minhoca super-crescida e fazer um colar com ele. Não sei o que está acontecendo, mas pelo visto terei que seguir algo que ouvi a muito tempo: "em roma, como os romanos..." até absorver e enterder o que é isso tudo que acontece comigo e conseguir uma forma de ajudar Prii...

7 comentários:

Pele-de-Escama disse...

Salutations, comrades.

Confirmo minha presença no próximo domingo. Posso inclusive comparecer pouco depois do Paço abrir (por volta das 12h30).

Tibúrcio, espero que tenha realizado uma boa prova e que narre com ânimo renovado. Se possível peço que faça um resumo de como foi a caça à bandeira e se Black participou, pois as reflexões de Ragnar foram escassas quanto a esse evento e saber como o evento ocorreu afetará algumas das ideias que planejei para ele. Peço também que escreva exatamente qual foi a nova missão dada por Apollo, para que eu tenha certeza que entendi direito.

Foi legal ver a empolgação de Diogo podendo liberar toda sua criatividade sem risco de ouvir "Ah, NPC pode tudo mesmo" e a esperteza (embora inconsequente) de Felipe no combate do metrô. Quanto a Tibúrcio meu maior elogio vai para a segurança com que está narrando e ao ritmo acelerado das cenas e aventuras, que poderiam se estender por dias se usasse o sistema tradicional de combate. Muito boa a campanha e os protagonistas.

Anão Picareta disse...

Angelo: NA realidade eu pensei já em mais umas 2 postagens dos pensamentos de Ragnar, mas tive preguiça de escrever.. hehehe

Oa se quiser eu faço um resumo da caça a bandeira. só te pergunto se tu prefere um resumo narrativo ou descritivo.
Confirmo tb minha presença no domingo e caso a campanha vá até god já defini que deus será meu PC: Deus da persistencia e sobrevivencia (ou vice versa)

Pele-de-Escama disse...

Bonjour, mes ami.

Diogo, faça como achar mais fácil e prazeroso pra você. Adiantarei dois motivos pelos quais gostaria de ter ideia de como o evento transcorreu:

1. Black tem Perfect Memory, então se algo realmente relevante tiver ocorrido na presença dele ele não esquecerá (claro que isso bastante subjetivo, ficando mais a cargo de Tibúrcio informar sobre as coisas relevantes);

2. Black é muito analítico. Na situação da caverna ele ficou quase o tempo todo sem fazer nada além de pensar e entender o porquê de ter sido levado para aquele local perigoso por Blackjack se o próprio Corleone não havia pedido isso. Este foi um dos motivos pelo qual não se preocupou em perder tempo tentando decifrar o que um "alemão" estava tentando dizer. Da mesma forma, ele sequer se preocuparia muito com isso no futuro, mas depois que Apollo lhe deu uma missão na qual terá Ragnar como companheiro de imediato já estabeleceu a meta de aprender imediatamente alemão! Por isso seria importante saber se ele já teve tempo de começar a fazer isso.

Isto foi só pra aquecê-los sobre o futuro de Doc Black. Até mais.

vei tiba disse...

Caro escamoso, eu assumi que vc ficou entretido com a filha de Atena que não participou da caça a bandeira mais vc ficou sabendo que teve uma luta super épica entre um semideus e um herói filho de thor.
Quanto a missão que vc recebeu:
Apollo lhe chamou para conversar e lhe falou que vc foi escolhido pela relíquia como protetor dela que vc teria que recupera-la, porém poderias montar um grupo de heróis que lhe ajudara a encontra-la, boa sorte.
abraços

Pele-de-Escama disse...

Para mim é sempre bom ver um jogador que desde cedo formule o caminho que deseja que seu personagem trilhe. Durante a criação de Derek e Doc Black já estabeleci os parâmetros mais importantes para ele (ao copiar a ficha talvez você tenha notado isso, Tibúrcio - no verso escrevi os Boons que priorizarei).

Espero que esta missão dada por Apollo não interfira em demasia nos meus planos (talvez você tenha percebido minha relutância na sessão. A medida que a campanha avançar chegará um momento que vocês perceberão claramente um impasse ser superado).

Pele-de-Escama disse...

Se possível, gostaria que você considerasse que Black não se afeiçoou demais a Filha de Atena, foi apenas um princípio de amizade. Mas se for importante para a campanha, sigamos conforme teus desígnios! Estou certo que será por um bom motivo.

Caso estejas em dúvida, Black é virgem e gosta de mulher, mas não tem uma libido elevada. Sua Epic Appearance torna-o um sucesso entre as garotas mas ele sabe como ser gentil ao dispensá-las.

Pele-de-Escama disse...

Tibúrcio,

Para finalizar, apenas um elemento que me incomodou um pouco na sessão mas que deves ter um bom motivo para ter escolhido este caminho: Desde o início imaginei que Doc Black seria um sidekick (ajudante, parceiro) e não um protagonista, pois ele não é filho de um dos grandes (como são os PCs de Hugo, Felipe e Diogo).

Ou seja, pensei que Doc Black prestaria respeitos (saudando-os como superiores etc), realizaria serviços e forneceria apoio sob o comando deles e não o contrário. Imaginei que o sentimento para com esses "filhos dos grandes" seria similar ao antecedente Raça Pura de Lobisomem, em que mesmo que os outros membros da matilha não gostem do personagem ele não consegue evitar sentir um profundo respeito e admiração.

Até amanhã amigos.

Follow the New World Order

Follow the New World Order
Follow the New World Order