sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Informações sobre Zero para uma boa utilização por Diogo

Saudações cordiais, camaradas.

É provável que esta postagem fique bastante extensa, mas estou escrevendo-a especialmente para Diogo. A você, meu caro, peço que leia com calma e atenção as informações abaixo. Aos outros compadres espero que meu gesto sirva de estímulo para que realizem algo similar. Aqui ficarão compiladas todas as informações relevantes sobre Zero que escrevi no blog desde o início do 1º arco da campanha, sendo portanto uma repetição com o objetivo de reforçar sua história, seus objetivos e características. Vamos lá.

History

Nascido e criado no Bronx, Zackary "Zack" Milles teve uma vida repleta de dificuldades. Nunca teve um bom desempenho na escola e já praticou alguns pequenos furtos e assaltos para pagar as contas e alimentar a família, mas nunca gostou dessa vida de crimes. Após sua primeira detenção, resolveu mudar o rumo de sua vida entrando na equipe de atletismo do colégio, onde foi descoberto por Hector Natorius, um caçador de talentos grego. Com o treinamento especial que recebeu de Hector, aos 15 anos despertou seus poderes divinos. Descobriu que seu próprio treinador era também um Filho de Hermes e desde então tem recebido orientações e cuidados de seu Guia, a quem retribui com devoção fanática.

Já se passaram 5 anos desde seu Despertar e apesar de ter enfrentado inúmeras situações mortais e inacreditáveis sempre conseguiu superá-las. Em algumas de suas campanhas fez amigos a quem considera como parte de sua família, sendo 5 deles seus mais chegados.

Meu conceito para o personagem era a de um velocista com função primária de batedor. Priorizei as características que fossem condizentes com isso. Acrescentei elementos que tornassem coerentes alguns dados presentes no histórico que criei: cinco anos de experiência como Scion, uma infância sofrida, um breve passado criminoso, um recomeço de vida com objetivos claros e dedicação fanática à pessoa que lhe ofereceu a oportunidade de mudar seu destino.

Salvo engano, Diogo disse que de certa forma todo Scion busca realizar feitos que deixariam seu Pai orgulhoso, satisfeito. Assim, procurei entender os feitos de Hermes e listar as possibilidades, resultando em algo mais ou menos assim:

- Gostar de viajar, ser um andarilho sem destino, conhecendo todos os lugares e maravilhas possíveis, sem criar raízes;
- Conhecer e saber fazer um pouco de cada coisa;
- Ser um trapaceiro, trambiqueiro, espião;
- Ser um conciliador, um mensageiro confiável, um guarda-costas;

Minha ambição:

- Tornar-me o Deus da Velocidade (God of Speed);
- Seguir majoritariamente a devoção fanática aos desígnios de meu Mestre (Guia);
- Desenvolver paralelamente os princípios de conhecer e saber fazer um pouco de cada coisa;
- Ser um mensageiro confiável.

Não tenho interesse de aprimorar fortemente o lado trambiqueiro de meu Pai (Larceny) e pretendo estabelecer raízes em NY, exceto se ocorrer alguma tragédia/ trauma que não facilite a permanência na cidade (morte dos familiares, ameaça dos inimigos aos familiares e amigos etc). Sua meta particular, não associada à natureza ou tendência parental, é a de se tornar o homem mais rápido do mundo.

# Comentário de Lucas: Sobre teu PC, só tem um pequeno trecho que pode estar meio contraditório... Se ele vem do Bronx e tem muitos contatos no submundo, não é de se esperar que ele desenvolva sua manha e seu "jeitinho brasileiro", pelo menos até ele atingir poderes que permitam a ele ignorar parte da vida humana ? (em outras palavras, até ele virar Demigod ele não ia se aproveitar da Larceny?)

# Minha resposta: Lucas, teu comentário procede. Mas vejamos o que eu já havia pensado sobre Zero mas não detalhei:

- Ele possui um ponto em Larceny, para simbolizar um pequeno conhecimento em manha e atividades criminosas, adquiridos por influência do meio (Gangues mirins do Bronx e reformatório). No histórico eu disse que ele praticou pequenos crimes por necessidade (pagar contas e alimentar a família) mas não gostava de fazer isso. Quando saiu do reformatório e conheceu seu Guia, passou a ser bem orientado na direção oposta àquela que leva pobres e ex-presidiários a voltarem à criminalidade, focando sua atenção aos estudos e prática de esportes;
- Para refletir sua Vingança 4, ele tem explosões de raiva e baixo apreço pelo bem estar de marginais e oponentes que se oponham a seus objetivos (Fanático: derrotar os inimigos de seu Guia);
- Todos os seus cinco seguidores são ex-traficantes de drogas do Cartel de Medelin, Colômbia. Numa de suas aventuras anteriores em que esteve na América do Sul (ocorrida dentro do intervalo de cinco anos desde que despertei como Scion) considerei que ele conquistou, inicialmente, o respeito e posteriormente a amizade desses cinco. Isso foi conseguido numa situação de morte certa (uma grande explosão, com chance mínimas de salvamento) quando resgatou a todos utilizando sua grande velocidade - NOTA: na ocasião ele não os identificou como inimigos, eles pareciam reféns ou civis desarmados, e por isso seu Valor falou mais alto -. Como ficaram muito gratos e perceberam que haviam sido deixados para trás pelos antigos companheiros, eles ajudaram a levar os civis de volta para a civilização. Começou aí o relacionamento de Zero com eles. Cerca de três ou quatro vezes por ano eles se encontram, para comemorar os aniversários, festas familiares, mas também para receber treinamento (já que cada um tem uma especialidade) como já pude mostrar uma vez para vocês. Assim, Zero ainda evoluirá alguns pontos em Larceny, mas num ritmo lento, pois não é seu objetivo primário.
__________...__________...__________...__________

Não querendo ser do contra ou um mau colaborador, mas quem disse que Zero vai te abrigar por um mês no apê dele? Ok, ok, vou amenizar um pouco as coisas... 15 doletas diárias pelo melhor cantinho úmido da minha humilde residência, beleza? Ah, E NÃO É O PORÃO!!!

Zero é um atleta. Possui no máximo um 386 com Windows 95 e drive de disquete e acesso discado à internet (porque os professores andam muito exigentes quanto a entrega de trabalhos impressos). Por sinal, pretendes importar os equipamentos do Brasil? Em relação ao treinamento marcial, desde o início do arco eu tinha esse mesmo interesse, mas queria achar uma oportunidade em jogo para propor ao grupo treinarmos nossas habilidades entre nós, aprendendo a lidar com nossas forças e fraquezas de modo a coordenar nossas ações.

# Comentário de Tibúrcio: Posso pagar pelo aluguel por este mês sem problema, vou pedir um abatimento por te treinar nas artes marciais, quanto a importar as armas do Brasil não pretendo não pois nos EUA é mais barato e mais rápido de chegar. Pus os sites brasileiros para mostrar a Diogo que não é dificil de comprar armas não importa onde seja, mesmo no Brasil que tem restrição a ter armas.
__________...__________...__________...__________

Com a experiência adquirida nessas três primeiras sessões percebi vários erros e acertos na construção e interpretação de meu personagem. O erro mais crasso foi tê-lo desenvolvido para ser um agente de campo do meu Guia, ou seja, um cara capaz de lidar com os seus inimigos diretamente. Não. Definitivamente ele não seria capaz de sobreviver a 5 anos de provações sem possuir habilidades no uso de armas ou possuir relíquias. De acordo com o histórico de meu personagem, eu já tenho 5 anos de experiência no combate aos inimigos do meu Guia e em nenhum momento achei que precisaria usar armas para ser eficaz. Apenas agora, com a real experiência de jogo, noto a dependência do uso de armas ou relíquias para conseguir resultado satisfatório. Mesmo acertando a maioria dos golpes, não consigo ferir meus oponentes.

Fiquei muito satisfeito em descobrir que Zero já não dependerá de uma força física considerável para melhorar sua performance nas situações de combate. Ainda que nas sessões anteriores pareça não ter ficado claro a Diogo e aos companheiros de mesa, foram várias as estratégias alternativas que procurei usar para compensar minha incapacidade em causar dano. Na última sessão vocês puderam ter noção de uma coisa que sempre tive em mente, mas para garantir as chances de sucesso eu PRECISAVA ter Cat's grace. Com o mesmo raciocínio tenho andado sempre com cordas, spray de pimenta, frasco de clorofórmio em minha sacola, visando basicamente inutilizar por alguns instantes os oponentes. Também não é sem motivo que peço para Diogo descrever o ambiente, para tentar usá-lo em nosso favor. Dançar diante dos oponentes também prima por provocar/ distrair/ desorganizar uma formação ofensiva. Talvez essas estratégias tenham sido menosprezadas por alguns de vocês porque todos nós estamos condicionados a depender de armas para superar nossos oponentes.

# Comentário de Diogo: Ah! Só lembrando que voces podem gastar os pontos de bônus e adquirir atributos épicos com pontos de experiencia. Mas APENAS de forma justificada: Ex. Angelo trocou muito tapa durante a aventura, então caso ele queira gastar todos os pontos de bônus em força épica, sem problemas! E Angelo, não se preocupe com isso. Na realidade o jogo favorece sim o combate desarmado, mas APENAS se voce tiver força épica. Não adiante um Scion com força 3 normal, acertar um cara com stamina 4. Já vai ser dificil causar qualquer dano. E com uma stamina mais baixa e uma proteçaõ ferrou! Uma dica de mestre: equipamento! Se normal não dá, veja equipamento!

# Comentário de Angelo: Deste arco quero destacar um aspecto que achei muito legal de interpretar. Mantive em meu poder em algumas cenas duas relíquias (a de Paul e a de Sawyer), mas em momento algum relutei em devolvê-las a seus donos ou a pessoas de confiança dos mesmos (como a mãe de Sawyer). Também fiz o melhor que pude para salvá-los quando foi necessário, incluindo conseguir a interveção direta de meu Pai (sendo esta a sua primeira aparição para mim). Isso simboliza um bom nível de lealdade, confiança e honestidade com os companheiros. Minha preocupação em recuperar primeiro a Kontos em vez do corpo destroçado de Paul foi unicamente evitar que ela fosse usada contra nós pelos inimigos. Por sinal, tentarei salvá-lo da morte certa.

Lucas, em relação a Kontos, Paul fica mesmo incomodado quando Zero a "pega emprestado"? Pergunto apenas para agir mais próximo daquilo que teu personagem faria numa próxima vez. Ex: se tu tombar, devo ignorar a Kontos ou devo resgatá-la como fiz das outras vezes? Mesmo quando estiver numa situação difícil ou desacordado tu preferes que Paul fique sempre com a Kontos? Acho que você descobriu uma das minhas intenções ao perguntar sobre os boons: são tantas as vezes que Zero "pega emprestado" a Kontos que eu gostaria de interpretar o "despertar" de seu ichor na canalização de Magic e Psycopomp, como costumo fazer a cada novo poder (knack) que compro para ele. Vocês já devem ter percebido que sempre que surge a oportunidade eu faço alguma ação que denote essa nova aquisição.
__________...__________...__________...__________

Na batalha contra os lobisomens no shopping, Zero não vacilou nem mesmo por um momento quando abdicou de sua defesa quase impenetrável para salvar dois simples mortais que encontrariam a morte certa se recebessem o impacto do carro arremessado. Nunca havia recebido um golpe tão forte. Mas as linhas de seu destino mostram que seu ichor desenvolverá não só o Scion mais veloz da existência com também um dos mais tolerantes a dor, fadiga e privações.
__________...__________...__________...__________

CONSIDERAÇÕES SOBRE ESTA POSTAGEM

Caro Diogo,

Você solicitou que adiantássemos como seriam nossas fichas como Demigods antes de evoluirmos para este patamar. Creio que ainda é cedo para isso, mas como tenho um conceito (Calling) bem definido do personagem e como jogador procuro sempre colaborar da melhor maneira possível para o bom desenvolvimento das histórias que contamos, te deixarei ciente dos aspectos mais presentes na forma como Zero evoluirá daqui pra frente. Leia abaixo.

- Zero é um personagem intrinsecamente físico. Suas principais qualidades serão Dexterity e Stamina, que sempre terão uma elevada pontuação. Ele desenvolverá Epic Strenght lentamente, tendo uma pontuação simbólica com a pretenção de desenvolver e realizar feitos voltados para Athletics, como saltos, levantamento de peso e arremessos;
- Seus atributos sociais continuarão sendo os mais baixos, com o foco voltado para Charisma, refletindo a fama que seus feitos atléticos alcançarão. Está pré-definido que sua Manipulation permanecerá com o mesmo valor (2) até que se torne um deus;
- Suas características mentais apresentarão as seguintes peculiaridades: Wits (e Epic Wits) o mais elevados possível, pelo menos 1 dot em Epic Intelligence para aquisição de knacks relevantes (pois dois de seus objetivos são saber um pouco de cada coisa e ser um mensageiro confiável). Sua Perception será sua principal fraqueza: permanecerá com o mesmo valor (3) até que se torne um deus, e só adquirirá um dot épico para poder "ouvir as preces de seus crentes" (Hear Prayers);
- Possuirá ao menos 1 dot em cada uma das Abilities (saber um pouco de cada coisa);
- Sua resiliência física também se mostrará no plano mental: desenvolverá ao máximo as Abilities Fortitude e Integrity e sua Willpower;
- Continuará investindo em Arete (Atlhetics) até seu valor máximo;

Por enquanto é isso. Perdõe-me pela longa postagem e espero que esta compilação te ajude a tornar ainda melhor tua excelente narração.

En Taro Adun!

10 comentários:

Hugo Leonardo disse...

Só pra dar sinal de vida e informar que não estarei disponível nos próximos 3 ou 4 fins de semana, pois surgiram uns problemas aqui em casa. Desculpem não ter avisado antes, fiquei uns dias sem internet em casa e foi uma correria por aqui, pra formatar o pc tb.
Abração pra todo mundo! Quero trocar tapa também! =D

Pele-de-Escama disse...

Finalmente, meu amigo! Como você não atendia nem mesmo ao telefone comecei a pensar que algo grave tinha acontecido. Espero que resolva seu problema rapidamente e que possa nos acompanhar em breve. Tudo de bom.

Anão Picareta disse...

Aê hugo! Espero que esteja tudo bem! QQ coisa quando quiser aparecer só dá um tq ou simplesmente chegar por lá!

Sabe onde nos encontrar!

Angelo. Gostei do resumo (faltaram algumas outras coisas que tem no blog mas ficou bem estruturado)

Imaginei que tua evolução a Demigod seria nessa linha e não se preocupe, eu quero que façam a ficha QUANDO forem evoluir ou seja quando tiverem XP necessário e "já gastos".

POis bem gostei, por sinal faz tempo que quero te premiar com alguma coisa pela cena em que fisesse hermes aparecer para salvar a pele de Lucas, ainda estou pensando no que e acho que já sei o que vais ter, hehehe.

Pele-de-Escama disse...

Ei, Diogo, agradeço muito sua consideração! Quanto ao resumo, acho que talvez tu não tenha entendido por completo o sentido exato de meu trabalho: a intenção não era listar todos os eventos que ocorreram com Zero (talvez por isso você tenha achado que ficou faltando alguma coisa) e sim fazer uma compilação daquilo que EU já escrevi sobre ele no blog de forma a traçar um perfil dele para que você possa imaginar o que esperar dele.

A diagramação não ficou das melhores, a ordem das coisas não ficou cronológica poderia ter ficado melhor mas vão algumas dicas de como entender o texto, não necessariamente na ordem:
- seu histórico
- seus objetivos a curto e longo prazo
- seus relacionamentos
- seus pertences tanto na residência quanto a tira-colo
- suas táticas de combate
- seus pontos fortes e fracos
- detalhamento de seus Birthrights...

Termino este comentário agradecendo novamente, satisfeito de teres apreciado. Talvez algum dia eu faça um relato romanceado (neste caso sim descrevendo em primeira pessoa os eventos ocorridos em jogo), e não uma compilação como esta foi.

P.S.: Pessoal, qualquer dúvida ou ponto interessante para debater podem citar, ok?

Meu Nome É Tonho disse...

Entre muié, trabalho e álcool, só tive tempo de ler agora. Diogo, estás com a faca e o queijo na mão pra usar Zero como gancho pra aventuras. Tava escrevendo um post, mas resolvi ler o de Ângelo primeiro e deixei o meu post pra lá.

Ângelo, sobre Zero evoluir aprendendo um dot em cada habilidade, tenho idéias mais interessantes - Knacks. Fica mais "épico" e mais divertido de interpretar se tu usar knacks.

Os knacks de que falo: Know It All (epic intelligence nível hero, o personagem sabe curiosidades, mas não neecessariamente a prática, sobre todas as perícias), Don't Read the Manual (epic wits do manifestations of ichor, o personagem gasta um de lenda e aprende a usar um item específico - um modelo de pistola, lança, avião, etc - até o fim da cena), Well-Read Virgin (epic intelligence nível god, pra efeitos de identificar o que está acontecendo - que tipo de reação química, que tipo de arte marcial é aquela - o personagem tem dots em todas as perícias e acrescenta inteligência épica nos testes de percepção), Jack-of-All-Trades (epic wits, permite usar atributos épicos mesmo sem ter dots nas perícias), e Instant Assesment só pra cumprir o pré-requisito de talent mirror (se ele viu alguém fazer, faz igual mesmo sem ter a perícia).

Meu Nome É Tonho disse...

Ah, Ângelo, e se tu continuar com a idéia de um dot em cada perícial, Fast Learner e Star Pupil vão ajudar.

Pele-de-Escama disse...

Saudações cordiais, camaradas.

Caríssimo Lucas,

agradeço muito por suas sugestões. Mesmo que não acate todas elas, asseguro a você que as levarei em consideração daqui para frente. Por enquanto não poderei adquirir os Knacks nível God apontados por você já que Diogo os limitou a apenas um no nível Hero.

Fiquei em dúvida numa coisa: "manifestations of ichor" é um livro-suplemento?

Meu Nome É Tonho disse...

Manifestations of Ichor é um livro sobre campanhas "demigod turbo" (alto nível, mas sem entrar em god) que depois virou capítulo do Companion.

Foi o primeiro livro de Scion que li :)

Meu Nome É Tonho disse...

E já que só pode um knack do god, vou pegar Skin Shedding assim que tiver mais 4 xp.

Pele-de-Escama disse...

Ué, mas Skin Shedding é de Demigod! Até o momento Diogo não restringiu a quantidade deles.

E quanto ao Manifestations of Ichor já dei uma verificada. Apesar do custo benefício ser ótimo (5 XP por todo jogo de cintura que oferece), no momento atual eu já investi em muitas Abilities, XP que eu poderia ter economizado para esta compra. Assim, com certeza vou preferir ter "de fato" ao menos um dot em cada Ability, em vez de um ponto virtual.

Mas a sugestão foi excelente, valeu!

Follow the New World Order

Follow the New World Order
Follow the New World Order