segunda-feira, 1 de março de 2010

A Saga de Zero: A Queda de Creed

A SAGA DE ZERO
Ato 2, Capitulo 6 - A Queda de Creed

Inaceitável. Ridículo. Humilhante.

Não fosse Chicaua aquele monstro estaria agora gargalhando em algum buraco imundo, recuperando suas forças.

Veloz? Até poucas horas atrás pensei que eu fosse. Pensei que ninguém inferior a um semideus poderia me superar. Daí o Creed, que não foi macho suficiente pra lutar até o fim, resolve fugir SALTANDO e eu CORRENDO não consigo ser suficientemente rápido para alcançá-lo. Não cheguei nem perto.

Vergonhoso.

Muito mais do que eu imaginava.

Estou mesmo muito puto.

O filho de Huitzilopochtli também perseguiu o verme saltando. E ele não só o abateu em pleno ar como ainda aterrissou junto dele. COMO ELE CONSEGUIU CHEGAR ANTES DE MIM?! Teria ele esta capacidade desde o início ou sua aparente possessão teria incrementado suas habilidades?

Não importa. Fui superado com extrema facilidade. Tô com uma vontade do caralho de quebrar a cara de alguém, mas não aparece nenhum marginal na rua, isso nem parece Nova York! Não comentarei nada, nem me abrirei com ninguém. Se acharem que estou sério, calado demais, danem-se. Isso não vai ficar assim. Vou passar a observar melhor esse índio e estudá-lo. Vou descobrir como ele foi capaz de tamanha proeza, se foi algo inerente ou mágico.

Se ele é capaz disso, eu sou muito mais.

Tudo que eu preciso é treinar.

(Huummm, por sinal o Hashimoto também me pareceu rápido demais no campo de batalha... não, deixa pra lá. Acho que minha vontade de arrebentar alguém ta me fazendo delirar...)


-x-

Não nego que Paul foi muito esperto e que sua ideia pode ter sido decisiva para nosso sucesso quando decidiu entregar a Kontos para Chicaua durante o combate, afinal ele parece ser especialista na arma, mas... isso foi muito estranho. Ele sempre fica enfezado quando eu a pego emprestada, mas não pareceu nem um pouco incomodado em cedê-la ao índio. Será que seu comportamento comigo, que sempre considerei apenas como tiração de sarro com minha cara era preconceito VERDADEIRO contra mim? Depois de tudo que fiz por ele e de todos os problemas que enfrentamos juntos... não gostaria de desconfiar de um irmão de sangue, mas já fui traído antes. Vou ficar de prontidão.

-x-
Assim que puder vou mandar analisar a amostra deste tubo de ensaio. Aposto cem paus que é sangue de gigante. Tomara que seja, pois minha satisfação por ter destruído todos aqueles tubos no Central Park será muito maior. As drogas “normais” deste mundo já são suficientes pros otários que gostam de “viajar”. Talvez agora a polícia volte a fazer seu trabalho na área.

Huummm, talvez eu até dê uma forcinha pra eles esta noite...
.

-x-


Pelo menos Chicaua não se esqueceu de fazer o que pedi e sumiu com o cadáver do Creed quando ele tombou. Mais do que evitar chamar a atenção, cometer a mesma falha que permiti com Rob, que até hoje não vi o cadáver, seria intolerável. Não sei aonde foi, mas depois de várias horas de preocupação ele acabou aparecendo onde havíamos nos refugiado, o consultório veterinário.

Todo coberto de sangue e com o grande e negro coração de Creed nas mãos. Nojento.

Bauer saiu com ele para fazer alguma coisa com o resto do corpo, não me preocupei com isso. Minha mente está focada apenas no momento do encontro com Krieger. Sinto que ele está muito próximo, espreitando. Talvez essa demora em aparecer seja uma espécie de técnica de terror psicológico, para nos deixar continuamente assustados e tensos para que seu bote seja ainda mais efetivo. Ele não é confiável, e ainda não sei o que esperar dele. Nada me tira da cabeça que ele descobriu que pretendemos matá-lo e usá-lo como bode expiatório para quando o Esquentadinho resolver nos interrogar sobre o desaparecimento de seu pupilo (é claro que isso vai acontecer... se permanecermos vivos até lá).

Paul se recupera no quarto enquanto tenta decifrar o conteúdo do livro que resgatamos (e que devolveremos ao Krieger) e Hashimoto, que havia se refugiado num lugar que não lembro (parece que na casa de algum parente) já está a caminho.


-x-


Historinha interessante, e preocupante, esta sobre as armas do Creed. Depois falo com o Bando sobre as Correntes de Hephaestus, há problemas mais urgentes no momento. Além disso, ainda não sei o que Bauer e Chicaua estão fazendo com o que sobrou do corpo de Creed, mas se não me engano Bauer disse que as ofereceria num ritual para seu Pai, seja lá como pretenda fazer isso. Talvez agora elas nem existam mais.

Bom, tomara que eu consiga terminar de scannear o livro antes do Krieger chegar...

Angelo, 28 de fevereiro de 2010

18 comentários:

Anão Picareta disse...

puxa ficou muio legal angelo!!! Desse uma profundidade tão real que realmente parece o personagem falando (e muito puto digasse de passagem).

Muito legal "ver" a mente do personagem com suas duvidas e angustias. Espero que isso estimule os outros (apesar que tiba já começou diga-se de passagem).

Ficou bem destacado o fanatismo dele pela "competição" ao ser superado por Chicaua.

Mais uma vez parabéns!!!

Meu Nome É Tonho disse...

Cara, gostei muito. Resumiu bem o ponto de vista do personagem, especialmente pq em aventuras normais de RPG não tem tanta abertura pra ele mostrar a competitividade.

Sobre teu comentário sobre Hashimoto: Teoricamente, acho que Paul é mais rápido que Hashimoto, então o japa carioca deve ser a última das tuas preocupações :)

Quanto a Kontos, digamos que foi uma aposta bem-sucedida. Eu ia seguir o Creed até o inferno se necessário, mas não dava pra eu mesmo usar a Kontos (tinha um cofre na minha mão, lembra?). O segundo mais hábil (acho que ninguém no grupo supera meu Arete+Melee, embora todo mundo supere o meu Força+Dano) era o índio saltador, então foi ele.

Vale ressaltar que tô falando da percepção de Paul - Mesmo que tenha alguém com Melee mais alto que o do índio, o mais alto que ele testemunhou até agora foi o do índio. Paul chegou até a testar o Hashimoto quanto à essa possibilidade - alguém mais hábil do que ele pra manipular a Kontos em emergências (acho que só Diogo e Felipe tavam nessa hora).

Meu Nome É Tonho disse...

Mas... um ponto que será principal para mim como jogador, e um ponto que será principal para mim como personagem:

Quanto de XP? Cadê minha lança?

vei tiba disse...

Cara ficou muito,muito bom mesmo!!! Não sabia que vc tinha esta visão de Chicaua.
abraços

Pele-de-Escama disse...

Saudações cordiais, camaradas.

Seus elogios me enchem de alegria. Muito obrigado a todos.

Demorei a cumprir minha parte e ainda enfrento dificuldades de acesso, mas eu disse que o resultado seria bom.

Este é meu estilo de jogar, não apenas Storyteller mas qualquer jogo em que exista a possibildade de um longo vínculo com o personagem. Eu me esfoço pra valer.

Alguns esclarecimentos:

- Ser fortemente competitivo é apenas um traço de personalidade de Zero. Sua Natureza Fanática é por derrotar os inimigos de seu Guide. Como até o momento isso não foi explorado, nunca pedi a Diogo para recuperar Willpower por Zero seguir sua Natureza, pois isto ainda não apareceu diretamente no contexto da campanha. Entretanto, eu mesmo tenho feito isso, nas histórias paralelas que citei em outra ocasião. Em breve publicarei algumas dessas crônicas.

- Por possuir Sky 1, os saltos de Hashimoto podem a curto prazo dar um banho até em Chicaua.

- A Kontos está com Paul, que recebeu 10 XP.

En Taro Adun!

Pele-de-Escama disse...

Saudações cordiais, camaradas.

Como a partir de março mudaríamos os dias das sessões para domingo, então desde já confirmo minha presença no Paço neste próximo domingo, 7, por volta das 13h30.

Concluindo meu comentário anterior (até estranhei não ter mencionado isso, já que como jogador procuro sempre lembrar de mostrar isso em todas as sessões), esse traço de personalidade é uma tentativa de interpretar uma caracteristica do Panteão grego, o orgulho. Zero é extremamente orgulhoso quanto a suas habilidades como velocista, por isso quando recebe um elogio, por exemplo, ele não se faz de rogado, aceita e exalta que ele é mesmo o melhor. Qualquer evento ou insinuação que denote o contrário o deixa enfurecido.

En Taro Adun!

Meu Nome É Tonho disse...

A partir de março mudaríamos as sessões para domingos?

Isso pra mim complica um bocado!

Pele-de-Escama disse...

Lucas,

Não pensei que essa notícia fosse te pegar de surpresa. Como é raro não compareceres, às vezes esqueço que alguns assuntos conversamos antes ou após o início da sessão. Falamos sobre esta nova condição nos três últimos encontros.

Poderias dar uma ideia do nível de complicações que enfrentarás (ex: nenhum domingo disponível, apenas depois das 15h, disponível de 15 em 15 dias...)

Ao todos,

Daqui em diante é ponto decidido que só nos encontraremos aos domingos?

Meu Nome É Tonho disse...

Ahnnn... faz mais de ano que tenho uma campanha de D&D aos domingos, fazendo rodízio de mestres!

Se eu soubesse antes que vocês iam mudar pro domingo, até daria. Mas agora já me comprometi a ser o próximo mestre no rodízio, ia ser chato não mestrar (tô adiando faz séculos).

Meu Nome É Tonho disse...

Bem, mas se vocês já estiverem decididos, não mudem por minha causa. Tô precisando dar um tempo mesmo pra ter tempo de estudar e desenvolver os bicos que tenho pego.

Pele-de-Escama disse...

Poxa, não imaginava isso. O pior é que farás muita falta ao nosso grupo, como jogador e amigo.

Aguardemos os outros comentários.

E se o Destino possibilitar que teus passos possam convergir a nosso favor daqui em diante, faço figa para que isso aconteça.

Boa sorte.

Anão Picareta disse...

galera seguinte: infelizmente não poderei mestra NESSE domingo(nem sabado). Vou fazer um serviço importante na federal que deve começar no sab. e pode se estender para o domingo.

Como pode acontecer de eu não poder aparecer não posso confirmar, mas espero que no proximo seja mais tranquilo.

desculpas a todos mas espero que entendam.

Lucas, só para explicar teremos que modificar a campanha para domiingo pois eu estou precisando fazer hs extras para acertar minhas contas e o min que preciso são 2 sabados.

Mas nem por isso estou longe de Scion. hj estruturei os Birthriths de chicaua quando este passar a demi god.

Peço tb uma coisa: vcs estão muito perto de passarem para demigod (se seguir o meu planejamento - o que nunca ocorre diga-s de passagem) em 4 sessões. Ou seja mais perto do que longe. Então peço que guardem o maximo de XP para migração ou podem migrar sem ter o XP necessário, MAS caso isso ocorra a diferença sera descontada nas proximas premiações de XP.

Pele-de-Escama disse...

Saudações cordiais, camaradas.

Lamento muito por ler essas tristes notícias, mas sabemos que há coisas na vida das quais não podemos adiar ou fugir.

Diogo, Lucas, Hugo, desejo a vocês sorte e paciência para resolverem esses incovenientes de forma rápida e adequada.

Aguardarei ansioso por melhores notícias suas, que nos possibilite realizar um novo encontro para jogarmos o mais breve possível.

En Taro Adun!

Pele-de-Escama disse...

Diogo,

mais uma vez fico surpreso com a proximidade (aparente) da evolução para Demigod. Tem certeza que é o momento certo? Afinal concluir dois arcos em quatro sessões me parece um tanto fora da realidade do nosso grupo. =D

Confiarei no teu bom senso e julgamento.

De qualquer forma acho que não seria legal os personagens "ficarem devendo" pontos de experiência. Gostaria que você detalhasse melhor como pretende ascendê-los durante as sessões, porque isso alteraria por completo as histórias paralelas que tenho pensado para Zero. Informe também se deseja um resumo antecipado da maneira como distribuiremos os pontos (Attibutes 4/3/2, 10 Boons, 5 Birthrights, 15 pontos de bônus)

Até breve.

Pele-de-Escama disse...

Saudações cordiais, camaradas.

Diogo,

Espero que você leia este comentário e o avalie, informando em seguida se aprovas ou não as alterações que planejo fazer na ficha de Zero em sua ascensão a Demigod. Como de praxe, minha intenção é facilitar tua vida te deixando ciente do que vem pela frente para que possas ajustar ou não alguma coisa. Quanto mais cedo você der uma resposta, mais rápido poderei mudar aquilo que você não concordar.

Vamos lá:

Attributes (4/3/2)
- Dexterity +2
- Stamina +2
- Charisma +2
- Wits +3

Boons (10)

- Epic Strenght +1
# Holy Bound (Hero)

- Epic Dexterity +3
# Fast as Thought (Ragnarok)
# Whirlwind Shield (Demigod)
# Roll With It (God)

- Epic Stamina +3
# Holy Fortitude (Hero)
# Regeneration (Demigod)
# Divine Damage Convertion (God)

- Arete (Athletics) +3

Birthrights (5)
- Relic 5
# Shinobi Shozoku no Fukushû (Traje das Sombras da Vingança)
-> Add wearer's Legend to any roll using a single attribute: 3 points
-> Shinobi Black Shuriken (infinity suply): 1 point
-> Increase efficiency of one aspect of a Knack (dobra a velocidade obtida com Fast as Thought): 1 point

Bonus points (15)
- Legend +2: 14 points
- Relic +1: 1 point (incrementar a Talaria com o acesso ao Purview Sky)

En Taro Adun!

Pele-de-Escama disse...

Só pra não ficar qualquer dúvida, está óbvio que na Relic 5 o "single attribute" a ser utilizado será Dexterity, certo?

Anão Picareta disse...

cara no momento ainda vou avaliar os Knacks de god e de ragnarock, mas já te adianto que andei pensando e só permitirei um de god e ainda não decidi se vou libera o ragnarok...

Pele-de-Escama disse...

Diogo,

Como preferir, meu amigo! Há tempo suficiente para que avalies as possibilidades e tomes tua decisão. Aguardarei ansioso por tua resposta quando a tiveres.

Follow the New World Order

Follow the New World Order
Follow the New World Order